Pegou congestionamento? Saiba como aproveitar o tempo no trânsito

SÃO PAULO – Ficar parado horas no trânsito não é novidade para o motorista brasileiro, no entanto, esse tempo pode ser transformado em momentos mais produtivos.

Segundo a pedagoga, especialista e consultora em educação de trânsito, Elaine Sizilo, o motorista pode aproveitar o trânsito para estudar uma língua estrangeira ou até se aperfeiçoar profissionalmente através de audiolivros, que estão ficando cada vez mais populares. Existem até opções gratuitas de audiolivro que podem ser baixados na internet.

“O ideal é realizar atividades que não limitem completamente a atenção do condutor, pois apesar de estar em um congestionamento a movimentação do veículo pode ser necessária a qualquer momento, assim como as paradas repentinas”, explica Elaine.

Para evitar pequenos acidentes e incidentes nestas condições, as mãos do condutor precisam estar a postos ao volante, os pés nos pedais e os olhos verificando o trânsito constantemente em todo o entorno do veículo.

Por isso, não é aconselhável atividade como ler, usar a internet, enviar mensagens, se maquiar ou até mesmo comer.

Relaxar também é importante
Ouvir uma boa música, ou se manter informado com noticiários pelo rádio, seja para encontrar caminhos alternativos e fugir do congestionamento ou para se atualizar, já que o tempo para ler jornais ou assistir os telejornais fica cada vez mais reduzido, também são formas de aproveitar o tempo no congestionamento.

Legislação
De acordo com a especialista, o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) não possui nenhum artigo específico proibindo a leitura de livros. Mas mesmo sendo apenas uma recomendação de segurança, o agente de trânsito pode enquadrar a ação como infração de dirigir com apenas uma das mãos, mesmo caso para o celular.

“Mesmo parado no congestionamento o condutor está em circulação, devendo usar o celular ou outro recurso apenas com o veículo devidamente estacionado. A infração nos dois casos é média, com multa de R$ 85,13 e notificação de quatro pontos no prontuário do infrator”, ressalta Elaine.

Carregando...