Mercado fechado

Pegadas fossilizadas: crocodilos bípedes viveram na Terra há 120 bilhões de anos

Natalie Rosa

Cientistas acabam de divulgar que uma espécie antiga de crocodilo, que viveu na Terra há aproximadamente 120 milhões de anos, tinha uma característica bem diferente das que conhecemos hoje. Em um estudo publicado no Scientific Reports, o animal descoberto na Coreia do Sul andava sobre duas patas, assim como um dinossauro bípede.

Um dos autores do estudo, Anthony Romilio, da Universidade de Queensland, na Austrália, conta que largas pegadas fossilizadas encontradas na área de escavação Sacheon Jahye-ri, primeiramente, haviam sido confundidas com as de outra espécia antiga de réptil, conhecida como pterossauro. 

Identificação do calcanhar (Imagem: Reprodução/Martin Lockley)

Muitos estudos depois, foi descoberto que a pegada indicava a existência de um calcanhar, e com isso a hipótese de ser uma criatura voadora foi descartada. "Agora sabemos que eram pegadas de um crocodilo bípede", conta. Além da identificação do calcanhar, a ausência de marcas de patas dianteiras ajudaram os pesquisadores a decifrar as pegadas fossilizadas, uma vez que os crocodilos são quadrúpedes.  

De acordo com Romilio, as pegadas têm cerca de 24 centímetros, sugerindo que as criaturas tinham as pernas do tamanho aproximado de pernas humanas adultas, atingindo ao todo mais de três metros de comprimento. O líder do estudo, professor Kyung Soo Kim, da universidade Chinju National University of Education, da Coreia do Sul, conta ainda que os animais podem ter se movido da mesma maneira que diversos outros dinossauros de duas pernas, e que a forma do calcanhar na pegada é parecida com a de crocodilos.

Pegada fossilizada da criatura (Imagem: Reprodução/Kyung Soo Kim/Chinju National University of Education)

"Dinossauros e seus pássaros descendentes andaram sobre os dedos. Crocodilos andam sobre os pés, deixando claras pegadas de calcanhar, assim como os humanos", explica o professor, contando ainda que a criatura descoberta tinha uma postura mais estreita. "Os crocodilos típicos andavam em uma posição agachada, criando rastros mais largos. Estranhamente, os nossos rastros são mais estreitos, mais como um crocodilo se equilibrando em corda-bamba", comenta Kim, afirmando que essa é uma das provas de que se tratam de bípedes.

Imagem: Reprodução/Anthony Romilio/The University of Queensland

A descoberta foi datada entre 110 a 120 milhões de anos atrás, com as pegadas pertencendo a novas espécies de crocodilomorfo, ancestral de crocodilos e jacarés modernos.

 

 

 


Fonte: Canaltech