Mercado abrirá em 1 min

Pediu tempo: Atlético-MG consegue mais dias para montar defesa contra ação movida por Dudamel na FIFA

Antonio Mota
·1 minuto de leitura

O Atlético-MG tem trabalhado com um olho no futuro e o outro no passado. Isto porque, enquanto corre para atender aos pedidos de seu atual treinador, o clube busca uma forma de resolver o que ficou pendente com o seu antigo comandante: Rafael Dudamel, que moveu uma ação contra o time no começo deste mês de agosto.

Em seu processo na FIFA, conforme informa o UOL Esporte, o venezuelano cobra R$ 3,2 milhões por atrasos salarias e pelo não pagamento de multa rescisória. O Galo, por sua vez, tinha até ontem (27) para apresentar sua defesa na entidade máxima do futebol, mas pediu mais tempo e conseguiu. Agora, o clube tem mais 15 dias para planejar sua contestação.

Rafael Dudamel chegou ao Atlético no começo da temporada sob grandes expectativas e duas temporadas de contrato – até o final de 2021. Contudo, não correspondeu e não demorou para ser demitido: ele ficou apenas 10 partidas à frente do clube mineiro. Desde então, time e treinador vivem em 'conflito'.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.