Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.259,75
    -657,98 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,53 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,78
    -0,86 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.903,40
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    12.978,92
    -333,21 (-2,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -1,40 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,09 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.860,28
    +74,63 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,65 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.516,59
    +42,32 (+0,18%)
     
  • NASDAQ

    11.669,25
    +19,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6639
    +0,0538 (+0,81%)
     

Pedestre impede carro de passar por ponte logo antes do desabamento da via

Extra
·2 minutos de leitura

Pouco antes de uma ponte se partir na Coreia do Sul, um homem alertou o motorista de um carro que passaria na via sobre o perigo. Imagens de uma câmera de segurança mostram o veículo dando a ré e, em seguida, o desabamento. O episódio ocorreu por volta das 7h30 desta quinta-feira (19h30 do dia anterior, no horário de Brasília).

Segundo a imprensa local, o pedestre foi identificado como Park Gwang-jin, um morador daquela área, no condado de Pyeongchang. Percebendo que o nível do rio havia aumentado bastante, ele ficou preocupado com a possibilidade de uma tragédia e se aproximou para evitar a passagem de veículos.

Nos instantes que procederam a queda da ponte, ele agitou os braços intensamente, visando a chamar atenção do motorista, que aceitou o aviso de perigo e voltou para terra firme.

Uma reportagem da "YTN News" mostrou as imagens do momento em que o homem, segurando um guarda-chuva, agita os braços na direção do carro, que recua em cerca de 50 metros. Num período de 30 segundos, a ponte se parte, o que poderia ter causado a queda do automóvel na forte correnteza.

Além de ter ajudado no local, Park também acionou as autoridades de Pyeongchang. e equipes da polícia e dos bombeiros enviaram viaturas para controlarem o tráfego nas redondezas. O episódio da ponte não deixou vítimas.

A Coreia do Sul foi um dos países atingidos pelo tufão Myak recentemente. Até o momento, foi registrada a morte de uma mulher em Busan, onde uma forte tempestade destruiu as janelas do apartamento da vítima. No sul da península, assim como na ilha Jeju, mais de 120 mil residências ficaram sem eletricidade.

No Japão, as buscas no Mar da China Oriental continuavam para encontrar sobreviventes do naufrágio de um navio com 43 tripulantes a bordo e 5,8 mil vacas. A Coreia do Norte também foi afetada, tendo ruas inundadas.

Maysak é o segundo tufão a atingir a península coreana em uma semana. O líder norte-coreano Kim Jong Un visitou uma região agrícola atingida pelo tufão Bavi em 28 de agosto, dizendo que estava aliviado pelo dano ser "menos significativo do que o previsto".