Mercado fechará em 3 h 49 min
  • BOVESPA

    103.467,07
    +2.692,50 (+2,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.459,52
    +452,36 (+0,90%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,80
    -0,77 (-1,17%)
     
  • OURO

    1.765,90
    -18,40 (-1,03%)
     
  • BTC-USD

    57.079,95
    -1.491,47 (-2,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.460,92
    +22,04 (+1,53%)
     
  • S&P500

    4.549,35
    +36,31 (+0,80%)
     
  • DOW JONES

    34.415,25
    +393,21 (+1,16%)
     
  • FTSE

    7.133,36
    -35,32 (-0,49%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.965,25
    +95,50 (+0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3838
    -0,0630 (-0,98%)
     

PEC dos Precatórios tem cenário indefinido com dúvida de votos na Câmara e no STF

·1 min de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA,DF, BRASIL,  14-11-2013: Entrevista do ex-ministro do Trabalho e presidente do PDT, Carlos Lupi, para o programa Poder e Política, realizado pela Folha/UOL.   (Foto: Sergio Lima/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA,DF, BRASIL, 14-11-2013: Entrevista do ex-ministro do Trabalho e presidente do PDT, Carlos Lupi, para o programa Poder e Política, realizado pela Folha/UOL. (Foto: Sergio Lima/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Até o fim da noite deste domingo (7), o governo ainda não tinha voto suficiente entre deputados para o segundo turno da PEC dos Precatórios, nem voto suficiente no Supremo Tribunal Federal para derrubar a liminar da ministra Rosa Weber contra as emendas de relator, as chamadas RP-9.

A expectativa na Câmara é a de que nada aconteça antes do julgamento virtual do STF sobre o tema, que começa na madrugada desta quarta (9) e vai até o fim da noite no mesmo dia.

O PDT marcou para 12h de terça reunião entre a executiva nacional e sua bancada de parlamentes. "A possibilidade de reverter os votos é bem provável", afirma Carlos Lupi, presidente da legenda.

Na semana passada, ele prometeu falar com um a um para votarem contra a PEC.

Do Supremo, os deputados passaram o fim de semana mapeando votos.

Na conta deles, os ministros Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski precisam votar a favor dos políticos para que eles consigam de volta as emendas tão cobiçadas. A avaliação de parlamentares é a de que o STF está dividido.

O julgamento virtual só não terminará até 23h59 da quarta se alguém pedir vista ou destaque (o que levaria para o plenário físico).

Como a corte está com dez ministros, há ainda chance de empate. Se isso acontecer, há interpretação de que esse resultado é pró-políticos pois, segundo a lei, seria necessária maioria para que a liminar seja mantida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos