Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.675,15
    +2.047,52 (+3,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Pazuello "perdeu o rumo" do Ministério da Saúde, diz presidente da Câmara

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura

Em um momento em que várias capitais e estados registram superlotação leitos de UTI para Covid e que o país atinge a marca inédita de 2.349 mortes em 24h, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, gravou um vídeo nesta quarta-feira (10) em que afirma que o sistema de saúde está "muito impactado, mas não colapsou nem vai colapsar".

Em reunião com Jair Bolsonaro no último sábado (13), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), defendeu a saída de Eduardo Pazuello do Ministério da Saúde, informou a revista Época.

Aliado do presidente da República, Lira dirigiu-se ao Palácio do Alvorada para conversar sobre a situação da pandemia de coronavírus e a permanência de Pazuello no comando da pasta.


Leia também:

De acordo com a publicação, Lira avaliou a um interlocutor que Pazuello “perdeu o rumo” e não tem mais a “confiança mínima” da sociedade para liderar o Ministério da Saúde.

Na noite de sábado, o presidente foi ao Hotel de Trânsito do Exército, onde Pazuello mora em Brasília, acompanhado de três de seus ministros militares: Walter Braga Netto (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Fernando Azevedo (Defesa).

Segundo a revista, Lira e outros líderes manterão conversas com o presidente neste domingo. É esperada uma decisão de Bolsonaro sobre Pazuello para os próximos dias.