Mercado abrirá em 2 h 48 min
  • BOVESPA

    99.621,58
    -969,83 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.061,61
    -373,84 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,63
    -0,15 (-0,14%)
     
  • OURO

    1.812,80
    -4,70 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    19.133,87
    -953,49 (-4,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    409,93
    -29,74 (-6,76%)
     
  • S&P500

    3.818,83
    -2,72 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    31.029,31
    +82,32 (+0,27%)
     
  • FTSE

    7.184,76
    -127,56 (-1,74%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    26.393,04
    -411,56 (-1,54%)
     
  • NASDAQ

    11.500,00
    -191,00 (-1,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4186
    +0,0080 (+0,15%)
     

PayPal pode ser multado em até R$ 11 mi pelo Procon-SP; entenda o caso

·1 min de leitura
  • Por erro no sistema, PayPal acabou dando dinheiro a mais em ato promocional em meados de dezembro;

  • Dinheiro acabou sendo devolvido a usuários que 'agiram de boa fé';

  • Para Procon, conduta da empresa em não avisar sobre o recolhimento do benefício foi inapropriada.

O caso do PayPal e seu cupom de R$ 50 não parece acabar. Agora foi a vez do Procon-SP comunicar que caso será levado à sua equipe de fiscalização e, dependendo dos achados, a multa poderá chegar a R$ 11.260.000,00 de acordo com o Código de Defesa do Consumidor

Tudo começou quando, em meados de dezembro, o PayPal decidiu realizar uma promoção para atrair usuários inativos da plataforma.

Para isso, ele ofereceu um cupom que, quando clicado, creditava R$ 50 na conta do usuário. No entanto, um problema na formulação da promoção permitiu que mais pessoas pudessem usar o cupom para resgatar o dinheiro.

Leia também:

Usuários que não tinham conta puderam acessar o código promocional. Além disso, conseguiram também realizar múltiplos acessos, cada um permitindo um novo crédito.

Notícias da falha da empresa foram divulgadas no Twitter, onde cada vez mais pessoas resgataram seus benefícios.

Por conta disso, apenas algumas horas após o início da promoção, o PayPal decidiu por suspender a campanha e remover os valores das carteiras dos usuários. De acordo com a empresa, a suspensão era apenas temporária para averiguar os usuários que agiram de boa-fé, e assim restaurar seus cupons.

E de fato, no dia 24 de dezembro algumas pessoas começaram a receber o dinheiro de volta. Entretanto, para o Procon-SP a empresa incorreu em uma conduta inapropriada ao não avisar seus usuários do problema e da suspensão dos benefícios resgatados.

“Trata-se de segmento de consumo dinâmico, que deve resguardar o público de boa-fé de inconsistências sistêmicas; o ônus da garantia à segurança e eficiência de transações cabe exclusivamente ao fornecedor”, disse Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos