Mercado abrirá em 8 h 22 min
  • BOVESPA

    106.247,15
    -2.542,18 (-2,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.394,03
    -1.070,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,65
    +1,06 (+0,97%)
     
  • OURO

    1.813,90
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    29.140,83
    -679,60 (-2,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    649,57
    -21,11 (-3,15%)
     
  • S&P500

    3.923,68
    -165,17 (-4,04%)
     
  • DOW JONES

    31.490,07
    -1.164,52 (-3,57%)
     
  • FTSE

    7.438,09
    -80,26 (-1,07%)
     
  • HANG SENG

    20.179,30
    -464,98 (-2,25%)
     
  • NIKKEI

    26.424,60
    -486,60 (-1,81%)
     
  • NASDAQ

    11.935,00
    -0,50 (-0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2373
    +0,0190 (+0,36%)
     

Paxlovid: remédio da Pfizer pode ajudar em casos de covid longa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Além de ser eficaz contra a Ômicron, o Paxlovid — remédio da Pfizer — pode ajudar em casos de covid longa. Ao menos, é isso o que aponta um estudo prelimintar publicado na plataforma Research Square no último dia 3. Cientistas da UC San Francisco acompanharam o caso de três pacientes na faixa dos 40 anos que tinham sintomas de longo prazo, e a pílula foi eficaz em amenizar a situação de dois deles.

O tratamento com Paxlovid teve início semanas após o início dos sintomas, o que contraria suas próprias indicações. Um dos pacientes apresentou melhorias notáveis, mesmo tendo sido infectado pelo vírus sete semanas antes de tomar o remédio. A segunda paciente tomou Paxlovid por aproximadamente três semanas após o início dos sintomas e relatou menos fadiga após o tratamento, mas ainda sentia falta de ar e dores musculares.

Já o terceiro paciente passou a tomar o remédio da Pfizer um dia após o início dos sintomas (febre, coriza, tosse e dor no peito), que a curto prazo melhoraram, mas retornaram quatro dias depois que o tratamento foi finalizado. Duas semanas depois, o paciente ainda desenvolveu névoa mental, fadiga e mal-estar, sintomas muito presentes na covid longa.

Remédio da Pfizer pode ajudar em casos de covid longa (Imagem: photocreo/Envato)
Remédio da Pfizer pode ajudar em casos de covid longa (Imagem: photocreo/Envato)

Os cientistas teorizam, com base nesse estudo, que os efeitos do Paxlovid podem ser necessários em longo prazo, e receitar o remédio muito cedo pode não ser o ideal. Entretanto, muita pesquisa ainda deve seguir até que isso seja comprovado, uma vez que, por enquanto, nem sequer existem dados de segurança que apoiem o uso prolongado do medicamento.

“Alcançaremos respostas apenas com estudos profundos. Há uma necessidade crítica disso, dado o grande número de pessoas que tiveram covid longa", concluem os pesquisadores. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a condição é definida como a persistência dos sintomas por três meses após o início da covid-19, e o quadro dura pelo menos dois meses.

No que diz respeito ao Paxlovid, já houve autorização de uso emergencial nos EUA e no Canadá. A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) recomendou o antiviral para o tratamento de adultos com covid-19 de risco. O tratamento completo também envolve o nirmatrelvir e o ritonavir, que bloqueiam o vírus e têm efeito prolongado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos