Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.492,52
    +647,68 (+2,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Patrimônio natural do planeta, canto dos pássaros está desaparecendo

·1 min de leitura

O amanhecer está se tornando cada vez menos alegre em boa parte do planeta: o canto dos pássaros está mais raro, na medida em que seus habitats naturais são destruídos pelo avanço das intervenções humanas.

Não é de hoje que os pesquisadores alertam sobre o impacto da agricultura intensiva nas populações de pássaros. Um novo estudo de uma equipe internacional, publicado na revista científica Nature Communications, alerta que a “paisagem sonora” na Europa e na América do Norte se tornou cada vez mais pobre nos últimos 25 anos. Um patrimônio natural da Terra, a orquestra dos pássaros, está ameaçado.

O estudo, coordenado pelo britânico Simon Butler, combinou dados de populações de pássaros com gravações de cantos recolhidos por voluntários neste período, na época da primavera. A conclusão foi clara: a sinfonia hoje é menos impressionante do que já foi no passado.

Na França, esse monitoramento cabe ao Museu Nacional de História Natural, que há mais de 30 anos acompanha as populações de pássaros em 2.900 pontos do país. O coordenador do observatório, Benoit Fontaine, ressalta que não há registros de desaparecimento de espécies, porém o número de pássaros de muitas delas está em queda.

"Há lugares que costumavam ter presença de pássaros, mas agora não têm mais, o que significa que, pontualmente, há muitos lugares onde os cantos dos pássaros desapareceram. Entretanto, na Europa, faz muito tempo tempo que não acontece um desaparecimento total de uma espécie”, afirma o biólogo especialista em conservação.

Variedade de pássaros substituída por espécies comuns


Leia mais

Leia também:
“Lista vermelha da natureza”: 30% das espécies analisadas estão ameaçadas
Sem Brasil, cúpula em Paris discute preservação da biodiversidade
Brasil resiste a metas de proteção da natureza na Conferência de Biodiversidade da ONU

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos