Mercado fechará em 1 h 6 min

Patentes sugerem que Intel está trabalhando em um smartphone 360º

Foto: Lets Go Digital

A Intel dispensa apresentações. Embora conhecida por seus processadores, placas-mãe, softwares e outros componentes de computador, a empresa ainda caminha com timidez no mercado de smartphones, ficando restrita à produção de chips e modems. Isso, porém, pode estar mudando.

O portal holandês Let's Go Digital obteve duas patentes registradas pela Intel no WIPO (World Intellectual Property Office) que revelam uma dupla de smartphones chamada de "dispositivos móveis multi-câmera". Os papéis foram publicados em 14 de maio de 2019.

A primeira patente mostra dois smartphones da Intel. O primeiro modelo tem tela cheia, com nenhuma borda visível nos dois lados. A câmera selfie está integrada no display e sua posição é bem perceptível, já que é colocada um pouco fora do centro. Nas partes superior e inferior, vemos uma borda de tela muito fina.

Se olharmos para a parte de trás do smartphone da Intel, também veremos uma tela, com disposição bem parecida com a que citamos acima. Embora alguns smartphones tenham sido apresentados agora com uma tela dobrável, normalmente vemos que a câmera selfie não é usada em tal caso. No caso desse modelo da Intel, as selfies também podem ser feitas com a câmera principal.

A razão para toda essa mistura, por assim dizer, fica clara a partir do logotipo que é colocado na parte de baixo na traseira: "360˚ Intel". A empresa lançou a tecnologia de replay de 360 º no final de 2016, que é muito utilizada nos eventos esportivos NFL e La Liga. Não sabemos se há alguma ligação com esse serviço mas, curiosamente, as patentes para estes aparelhos foram requeridas no mesmo ano.

Foto: Lets Go Digital

Em termos de design, o segundo modelo corresponde amplamente ao primeiro discutido. Aqui, no entanto, a câmera não é colocada na tela, mas no painel superior. Nenhuma borda da tela é visível na parte inferior e nas laterais. A câmera também está um pouco fora do centro nesse design. Desta vez não há exibição na traseira do gadget — que traz a logo da Intel de 360˚. Parece óbvio que a câmera frontal e traseira trabalham juntas para gravar imagens de 360˚.

Notavelmente, não vemos nenhum botão físico em nenhum dos modelos. Isso, obviamente, tem a ver com os lados arredondados. A tela chega tão longe que não há estrutura de metal para processar botões físicos. Também não há portas ou conexões visíveis para, por exemplo, o carregador.

Já vimos isso recentemente com a Meizu, que lançou o Zero, o primeiro smartphone do mundo que possui apenas botões virtuais com feedback tátil. Possivelmente, a Intel deseja escolher o mesmo tipo de solução.

OPÇÕES COM BOTÕES

A segunda patente da Intel consiste em 10 imagens de um outro smartphone. Uma borda de tela muito estreita é visível ao redor do aparelho, com o lado esquerdo oferecendo espaço para dois botões físicos de ajuste de volume.

Foto: Lets Go Digital

Tal qual na primeira patente, é possível ver um design de tela cheia em que a câmera selfie é incorporada na tela, porém, bem no meio. A traseira oferece espaço para uma câmera dupla, colocadas nos cantos superior esquerdo e direito. Como a parte traseira é ligeiramente curva, as duas lentes estão em um ângulo extra grande, permitindo que as imagens capturadas sejam bem amplas, na teoria. Este smartphone Intel também viria com o logotipo "Intel 360˚".

LEIA MAIS

Líder do governo quer manter essência de reforma da Previdência

Brasil não espera ter apoio formal dos EUA para entrada na OCDE

Além disso, este modelo de telefone também tem uma tela na parte traseira. A parte superior consiste em uma superfície de tela, que se estende para os lados. O alto-falante é colocado na parte superior e inferior do dispositivo. Está faltando uma conexão para o carregador, assim como na primeira patente.

Não há mais detalhes sobre esses aparelhos, mas é possível que vejamos a Intel embarcando no mercado de smartphones com celulares próprios em breve.

do Canaltech