Mercado fechado

Patente da Apple indica iPhone com tela adaptável de 240 Hz

Igor Almenara
·3 minuto de leitura

Uma patente da Apple registrada no Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos (USPTO) descreve o que seria o primeiro iPhone com tela de 240 Hz. O conceito pincela sobre a tecnologia de alteração automática de frequências, que muda a taxa de atualização do display de acordo com a aplicação para apresentar fluidez elevada sem drenar a bateria.

A patente descoberta pelo Patently Apple descreve o que seria uma tela com taxa de atualização variável capaz de ir de 60 Hz à 240 Hz de forma imperceptível. A abordagem é característica da Apple, que busca entregar uma experiência robusta e de acordo com os padrões do mercado, sem que isso detone a autonomia do iPhone — que já é alvo de duras críticas.

(Imagem: Reprodução/Patently Apple)
(Imagem: Reprodução/Patently Apple)

Curiosamente, essa mesma tecnologia foi indicada para o iPhone 12, mas os rumores se mostraram imprecisos quando o lançamento apresentou frequência tradicional no display. Se a próxima geração apresentar a frequência elevada, não haverá dúvidas de que a gigante optou por amadurecer a tecnologia antes de aplicá-la nos seus dispositivos.

Taxas de atualização acima dos 60 Hz se mostram cada vez mais comuns, sendo adotadas até em intermediários — vide os Poco X3 e X3 NFC, com tela IPS LCD de 120 Hz —, mas não deram as caras nos topos de linha da Apple. Isso a coloca para trás na corrida dos flagships, que apresentam animações mais fluidas e paineis mais avançados, mas não deve demorar para a companhia se agarrar à tendência.

Correndo atrás do prejuízo — sem detonar a bateria

O iPhone com tela de 240 Hz poderia carregar uma tela com taxa de atualização elevada — e esse valor seria um salto e tanto da frequência tradicional. Ademais, enquanto apresenta animações mais fluidas, o sistema de controle automatizado pouparia energia da bateria de forma precisa, aproximando-o da concorrência sem que isso gere idas frequentes ao carregador.

Em exemplos, o iPhone poderia facilmente ajustar a taxa de atualização para a exibição de filmes e vídeos — que vão até 60 quadros por segundo —, elevar aos 120 Hz para animações da interface e liberar toda sua capacidade em games e outras atividades. Algo semelhante ao ProMotion, recurso que equipa o iPad Pro. Por lá, a adição proporciona melhor responsividade com a Apple Pencil.

Não menos importante, o Patently Apple acrescenta que os painéis descritos no documento contam com “Always On Display” (AOD), o que é a apresentação de notificações e informações chave na tela bloqueada e com economia de energia inteligente. O recurso foi revelado em outros rumores, reforçando a teoria de que ele estreia no iPhone 13, mas não é nem de longe uma novidade no mercado, já que a concorrência adota recursos semelhantes em paineis LCD ou AMOLED há tempo considerável.

Espera-se que a tecnologia dê as caras no iPhone 13, mas o gerenciamento de energia permite que ela seja expandida para outras linhas — iPad, Apple Watch, televisões e outros aparelhos. Por se tratar de uma patente, vale mencionar que não há qualquer confirmação de que a Apple trabalha com a tecnologia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: