Mercado abrirá em 1 h 22 min
  • BOVESPA

    110.188,57
    +787,16 (+0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.020,65
    +221,19 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,45
    -0,80 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.785,30
    +2,90 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    16.820,24
    -157,30 (-0,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    394,68
    -7,12 (-1,77%)
     
  • S&P500

    3.941,26
    -57,58 (-1,44%)
     
  • DOW JONES

    33.596,34
    -350,76 (-1,03%)
     
  • FTSE

    7.517,03
    -4,36 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.521,25
    -44,75 (-0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4730
    -0,0057 (-0,10%)
     

Patente Amazon Ring preveem futuro distópico de ultra vigilância

  • Patentes protocoladas pela Amazon apontam serviços de reconhecimento facial, andar, retina e até mesmo odor.

  • Mais de 400 mil dispositivos já foram vendidos, abrindo a porta de espaços privados para os departamentos policiais

  • Mais de 22 mil pedidos de acesso a gravações foram protocolados até abril de 2021pela polícia americana

A Amazon Ring é uma campainha conectada à internet com uma câmera integrada. A ideia inicial era que o dono da casa pudesse ver quem estava à sua porta a partir de seu celular. Ao todo mais de 400 mil dispositivos já foram vendidos nos Estados Unidos.

No entanto, uma série de 17 patentes registradas pela Amazon mostra que as intenções para o dispositivo estão apenas começando.

Dentre elas estão uma gama de ferramentas de reconhecimento biométrico, como reconhecimento facial, de andar, voz, dedo, retina, textura de pele e até mesmo de odor.

No momento não há nenhuma tecnologia específica para a análise de textura de pele e detecção de odores mencionada, e esses recursos provavelmente exigiriam câmeras mais tecnológicas.

Leia também:

Outra patente prevê a identificação de pessoas suspeitas e a comunicação com outras Rings, que começariam a gravar mesmo se a pessoa não aparecesse em seu radar.

As patentes também definem como uma lista de pessoas autorizadas a se aproximar seria criada, e como a Ring pode criar mapas da vizinhança para definir quem deveria estar por perto e quem não.

Uma patente específica, concedida em 8 de setembro de 2020, descreve como várias câmeras de diferentes casas podem capturar diferentes imagens de uma pessoa e, em seguida, combiná-las para formar uma imagem de rosto inteiro.

Nem sempre novos produtos surgem de patentes, mas essa série de registros semelhantes fornecem pistas sobre as prioridades e a visão de uma empresa.

Compartilhamento de dados com a polícia

No início do ano a empresa sofreu diversas críticas por permitir o acesso de 1.963 departamentos de polícia nos Estados Unidos acesso às imagens gravadas.

Esses agentes de segurança podem requerer as gravações de qualquer dispositivo sem a necessidade de um mandato judicial. Ou seja, cerca de 1 em 10 departamentos de polícia americano tem a capacidade de acessar o conteúdo de milhões de casas e apartamentos privados, sem o consentimento de seus donos.

Do início do ano de 2020 até abril de 2021 mais de 22 mil pedidos de gravações foram feitos pelas agências policiais americanas.

Ao fazer isso, Ring confunde a linha entre o trabalho policial e a vigilância civil e transforma o sistema de segurança da casa de seu vizinho em um informante. Exceto, ao contrário de um informante, ele está sempre observando.