Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,38
    +0,15 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.763,70
    -15,10 (-0,85%)
     
  • BTC-USD

    43.654,07
    +1.498,84 (+3,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.096,02
    +55,54 (+5,34%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.725,13
    +503,59 (+2,08%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.211,75
    +48,25 (+0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2088
    0,0000 (0,00%)
     

"Passaporte da vacina": Rio também exigirá comprovante de vacinação

·2 minuto de leitura

Nesta sexta-feira (27), a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro publicou quatro novos decretos visando o controle da COVID-19 e estabelecendo o "passaporte da vacina". A partir de setembro, tanto os moradores da capital quanto os turistas precisarão apresentar o comprovante de vacinação contra o coronavírus SARS-CoV-2 atualizado para poderem frequentar inúmeros espaços, como os pontos turísticos.

“Se a pessoa é de uma parte do Brasil e quer visitar o Rio para passar férias, agora em setembro ou outubro, será muito bem-vinda, mas saiba que, para frequentar a cidade, será cobrada a sua carteira de vacinação”, afirmou o prefeito da cidade, Eduardo Paes, em coletiva. Além do Rio, outras prefeituras já anunciaram o plano, como a de São Paulo.

Rio de Janeiro exigirá certificado de vacinação contra a COVID-19 para quem for frequentar espaços públicos (Imagem: Reprodução/AtlasComposer/Envato Elements)
Rio de Janeiro exigirá certificado de vacinação contra a COVID-19 para quem for frequentar espaços públicos (Imagem: Reprodução/AtlasComposer/Envato Elements)

Com os decretos, passam a ser obrigatórias: a comprovação da vacinação contra a COVID-19 para a entrada em determinados locais de uso coletivo; a comprovação de imunização para realização de cirurgias eletivas (não emergenciais); e a comprovação da vacinação para o recebimento do Cartão Família Carioca. Além disso, as medidas restritivas foram prorrogadas até o dia 13 de setembro.

Como comprovar a vacinação da COVID no Rio?

De acordo com o decreto, a pessoa poderá comprovar a vacinação contra a COVID-19 de três formas. São elas:

  • Carteira de vacinação digital do ConecteSUS;

  • Caderneta física de vacinação do SUS;

  • Papel timbrado da Secretaria Municipal de Saúde atestando a imunização.

Quem não está completamente imunizado e recebeu apenas a primeira dose precisará comprovar que ainda não chegou a sua vez. Nesse sentido, a prefeitura apresentou um calendário com datas-limite da vacinação para cada imunizante contra o coronavírus. Para estrangeiros, será necessário apresentar comprovante de vacinação de seu país de origem.

Onde será obrigatório o comprovante de vacinação?

Até o momento, a prefeitura do Rio estabeleceu que o "passaporte da vacina" será obrigatório para frequentar os seguintes espaços:

  • Academias, piscinas públicas, centros de treinamento e clubes;

  • Vilas olímpicas, estádios e ginásios esportivos;

  • Cinemas, teatros, salas de concerto, circos, espaços de recreação infantil e outros locais de entretenimento;

  • Locais de visitação turística, como museus, galerias, exposições de arte, aquário e parques;

  • Conferências, convenções e feiras comerciais.

Pelo decreto, bares, restaurantes, shoppings e lojas não precisarão exigir comprovante de vacinação contra a COVID-19 e terão entrada livre para o público não imunizado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos