Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.170,62
    +184,23 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

‘Passaporte da vacina’: cariocas com imunização fora do prazo serão barrados até receberem segunda dose

·1 minuto de leitura

RIO — No dia primeiro de outubro será obrigatório a comprovação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 para a faixa etária dos 40 a 49 anos. Caso a pessoa esteja com a segunda dose atrasada, seja por esquecimento ou por ter a data postergada após ser infectado com a Covid-19, terá que aguardar a segunda dose para voltar a frequentar academias, cinemas e outros ambientes que necessitam do "passaporte da vacina".

Pelo calendário do município do Rio, um homem carioca de 40 anos deveria ter tomado a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no dia 09 de julho e, caso recebesse o imunizante da Pfizer ou AstraZeneca, receberá a segunda dose no dia primeiro de outubro. Entretanto, se em julho esta pessoa estivesse com o coronavírus ela deveria aguardar um mês após o fim dos sintomas para receber a primeira dose, o que inviabiliza a segunda dose em primeiro de outubro, data em que o "passaporte vacinal" vale para sua idade.

Segundo o secretário municipal de Saúde esses casos são "raríssimos" e caso ocorram, a pessoa deve aguardar a completar o ciclo vacinal para voltar a frequentar os espaços onde é necessário apresentar a comprovação das duas doses.

A vacinação a ser comprovada corresponderá a primeira dose, segunda dose ou dose única, de acordo com a idade da pessoa e a respectiva data de imunização pelo cronograma do município. Os locais que não realizarem a fiscalização prevista em decreto estão sujeitos a multa.

Segundo a prefeitura do Rio, desde o início do mês está em vigor a determinação de comprovação da vacinação como para que as pessoas realizem cirurgias eletivas nas redes pública e privada e sejam incluídas ou mantenham acesso ao Programa Cartão Família Carioca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos