Mercado abrirá em 6 h 52 min
  • BOVESPA

    120.636,39
    -605,61 (-0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.495,41
    -962,59 (-2,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,35
    +0,37 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.849,20
    +9,00 (+0,49%)
     
  • BTC-USD

    35.389,05
    -505,20 (-1,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    702,16
    -13,03 (-1,82%)
     
  • S&P500

    3.798,91
    +30,66 (+0,81%)
     
  • DOW JONES

    30.930,52
    +116,22 (+0,38%)
     
  • FTSE

    6.712,95
    -7,70 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    29.718,86
    +76,58 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    28.484,02
    -149,48 (-0,52%)
     
  • NASDAQ

    13.032,00
    +46,50 (+0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5058
    +0,0072 (+0,11%)
     

Parentes e acompanhantes de pacientes limpam hospital público no DF; assista

Foto: Reprodução/Youtube
Foto: Reprodução/Youtube

A situação da saúde é crítica ao redor do país. Uma das provas disso é que parentes e amigos de pacientes internados em um hospital no Distrito Federal lavaram corredores, quartos e banheiros da instituição porque os funcionários terceirizados das empresas não estão trabalhando. As informações são do Portal G1.

Nesta segunda-feira (18), a empresa Ipanema, responsável pelos terceirizados, disse que não realizou os pagamentos de salários dos funcionários por não ter recebido o repasse de verba da Secretaria de Saúde.

Leia também

A pasta, por sua vez, diz que a Ipanema não apresentou os documentos necessários para efetuar o pagamento.

Um vídeo gravado por um paciente mostra o mutirão realizados pelos acompanhantes em um dos corredores do hospital. "Se eu quero um banheiro limpo, um quarto limpo, as meninas que estão acompanhando a gente que tem que limpar", disse a mulher, que não se identificou.

Ao final da reclamação, a paciente demonstra apoio aos funcionários, que estão sem receber o salário. "É um direito deles, de reivindicar os direitos trabalhistas deles.", disse a mulher que cobra uma ação do governador Ibaneis Rocha (MDB).