Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.476,08
    +590,28 (+2,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Parceria para têxteis sustentáveis reconhece o US Cotton Trust Protocol como um padrão para o algodão sustentável

MEMPHIS, Tennessee, June 13, 2022--(BUSINESS WIRE)--O U.S. Cotton Trust Protocol foi aprovado como um padrão para o algodão sustentável por Siegelklarheit, uma iniciativa do governo federal alemão. Ao ajudar os consumidores a entender melhor os rótulos ambientais e sociais, Siegelklarheit deseja contribuir para decisões de compra mais sustentáveis. O U.S. Cotton Trust Protocol (Parceria para Têxteis Sustentáveis dos EUA) passou com sucesso no sistema de avaliação da Siegelklarheit. Consequentemente, os membros da Parceria para Têxteis Sustentáveis (PST) podem utilizar o Trust Protocol (Protocolo de Confiança) como outro padrão para calcular sua parcela de algodão sustentável.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20220613005303/pt/

U.S. Cotton Trust Protocol (Photo: Business Wire)

A Parceria para Têxteis Sustentáveis foi fundada em outubro de 2014, com a missão de melhorar as condições sociais e ecológicas nas cadeias de suprimento de têxteis globais. A Parceria de Têxteis orienta seu trabalho no Guias da OCDE sobre a Devida Diligência e em acordos e diretrizes internacionais que definem os princípios da sustentabilidade social, ambiental e econômica e a estrutura de responsabilidade corporativa.

"Os membros da Parceria para Têxteis Sustentáveis trabalham juntos para alcançar melhorias sociais e ecológicas em suas cadeias de suprimento globais", disse Jürgen Janssen, diretor da secretaria do PST. "Isto também incluir a produção de matérias-primas e, portanto, o cultivo e processamento do algodão. Na Parceria Têxtil, defendemos critérios transparentes e rastreáveis na certificação do algodão sustentável. Estamos satisfeitos que o Protocolo de Confiança tenha passado com sucesso na auditoria da Siegelklarheit."

O PST desenvolveu uma estrutura de implementação e um formato de relatório para a devida diligência corporativa. No contexto deste formato, as empresas membros do PST também indicam a quantidade de algodão que são obtidas e a quantidade de algodão sustentável ou orgânico, certificado por normas reconhecidas. Além do U.S. Cotton Trust Protocol, eles incluem o padrão Better Cotton, o padrão australiano myBMP, Cotton made in Africa, Fairtrade Cotton e CottonConnect. Os padrões a seguir se aplicam a aquisição do algodão orgânico: o Global Organic Textile Standard (GOTS), o padrão International Association of Natural Textile Industry (NATURTEXTIL IVN), the Textile Exchange Organic Content Standard (OCS), o bioRe Social & Environmental Standard e todos os padrões orgânicos que são parte da família de padrões IFOAM.

O Protocolo de Confiança é o único sistema que fornece metas e medições quantificáveis e verificáveis e promove a melhoria contínua em seis principais métricas de sustentabilidade - uso da terra, carbono do solo, gestão da água, perda de solo, emissões de gases de efeito estufa e eficiência energética. É também a primeira fibra de algodão sustentável do mundo a oferecer aos seus membros transparência na cadeia de suprimentos em nível de artigo por meio da Protocol Consumption Management Solution (Solução de Gerenciamento de Consumo de Protocolo).

"Estamos muito felizes de receber este reconhecimento de ser um padrão de algodão sustentável pela Parceria para Têxteis Sustentáveis e orgulhosos de ter passado na rigorosa avaliação da Siegelklarheit", disse Dr. Gary Adams, presidente do U.S. Cotton Trust Protocol. "A visão do Protocolo de Confiança é estabelecer um novo padrão na produção sustentável de algodão, onde a transparência total é uma realidade e a melhoria contínua para reduzir nossa pegada ambiental é o objetivo central. Assumimos o compromisso de garantir a proteção e preservação do planeta com a utilização de técnicas mais sustentáveis e responsáveis."

O U.S. Cotton Trust Protocol alinha-se com o Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, reconhecido pelo Textile Exchange e Fórum para o Futuro, e parte das iniciativas Coalizão de Vestuário Sustentável, Desafio do Algodão Sustentável de 2025, Algodão 2040 e Cotton Up. Também foi reconhecido e publicado no ITC Standards Map.

Para saber mais sobre o U.S. Cotton Trust Protocol, visite TrustUSCotton.org.

Sobre o U.S. Cotton Trust Protocol

Lançado em 2020, o U.S. Cotton Trust Protocol foi idealizado para estabelecer um novo padrão em algodão cultivado de forma mais sustentável, garantindo que contribua para a proteção e preservação do planeta com a utilização de técnicas mais sustentáveis e responsáveis. É o único programa com base em ciência em nível de fazenda que oferece metas e medições quantificáveis e verificáveis em seis métricas fundamentais de sustentabilidade, assim como transparência da cadeia de suprimentos em nível de artigo.

O Protocolo de Confiança é supervisionado por um conselho de administração com várias partes interessadas, composto por representantes de marcas e varejistas, sociedade civil e especialistas independentes em sustentabilidade, assim como a indústria de cultivo de algodão, que inclui produtores, descaroçadores, comerciantes, atacadistas e cooperativas, usinas e manipuladores de sementes de algodão.

Sobre a Partnership for Sustainable Textiles

A Partnership for Sustainable Textiles (PST, Parceria para Têxteis Sustentáveis) assumiu um compromisso por uma indústria têxtil e de vestuário social, ecológica e livre de corrupção – uma indústria que respeite os direitos de todos os trabalhadores, que proteja o clima e o meio ambiente e atue com integridade e dentro dos limites do planeta. A Parceria para Têxteis alinha o seu trabalho com acordos e diretrizes internacionais que definem os princípios de sustentabilidade social, ambiental e econômica e estabelecem a estrutura para a responsabilidade corporativa. Os objetivos do PST relacionados às questões de direitos sociais e humanos se baseiam, em particular, nas Convenções da OIT, nos Princípios Orientadores da ONU sobre Empresas e Direitos Humanos e nas Diretrizes da OCDE para Empresas Multinacionais. Na implementação dos seus objetivos, a parceria se orienta rigorosamente para as recomendações da OCDE. Para alcançar os seus objetivos, o PST coloca um foco especial na implementação da devida diligência corporativa e conduta empresarial responsável na Alemanha, Europa e no mundo.

Site: https://www.textilbuendnis.com/en

Visite-nos on-line em TrustUSCotton.org.

Siga-nos em:
https://twitter.com/trustuscotton
https://www.facebook.com/trustuscotton/
https://www.instagram.com/trustuscotton/
https://www.linkedin.com/company/responsibleuscotton/

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20220613005303/pt/

Contacts

Mídia: Andrea Miles, andrea.miles@hkstrategies.com, +1 (213) 400-8267

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos