Mercado fechado

Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação

Colaborador externo

Com o objetio de formar e identificar novos talentos na área de programação, e conectá-los a empresas que tenham alta demanda desses profissionais, a Digital Innovation - startup de open education em TI - disponibiliza em 2020, com o apoio do Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de SP (SEPROSP), cerca de 100 mil vagas gratuitas em diversos cursos de Tecnologia. 

O resultado de sucesso da plataforma de open education  - que tem despertado o interesse em parceria com diversas empresas do país - também tem chamado a atenção de empresas localizadas em outros países, que buscam preencher vagas em TI, independente da nacionalidade. 

A instituição afirma que a plataforma acaba de ser ampliada, facilitando ainda mais a sua utilização. Novos cursos e projetos práticos foram lançados para engajar ainda mais os alunos, assim como as ferramentas para acelerar a formação. É possível, por exemplo, receber um análise do perfil individual do estudante, com as competências que ainda precisam ser desenvolvidas, para que ele se torne mais competitivo. Além disso, ele poderá visualizar quais cursos disponíveis ajudarão nessa capacitação.

De acordo com Iglá Generoso, CEO da Digital Innovation One, essa iniciativa pretende democratizar o acesso ao estudo de programação e resolver um problema crônico enfrentado pelas organizações do setor, que têm vagas ociosas, com o déficit de mão de obra qualificada.

Segundo dados da Associação Brasileira de Startups (Abstartups), a área de tecnologia vai na contramão do desemprego no Brasil e tem milhares de vagas ociosas --são pelo menos 5 mil posições não ocupadas em 2019. Estatística do IDC já apontava o crescimento de 10,5% na oferta do segmento. Até 2024, pelo menos outros 70 mil cargos serão criados para atender o mercado.

“As empresas precisam acelerar, está vindo cada vez mais uma demanda maior e mais global. A concorrência hoje é transversal e coloca os negócios em grande pressão pela eficiência e resultados rápidos. Então a SEPROSP veio com a gente para propiciar competitividade às empresas de tecnologia, por meio dos treinamentos. Nosso currículo é flexível, com um ecossistema open education escalável, alinhado às principais tecnologias e inovações para formar novos talentos, que poderão suprir lacunas existentes no mercado”, afirmou.

Para Iglá a parceria com o sindicato foi fundamental para o início e a manutenção das atividades da plataforma, assim como para o alcance que ela tem conquistado. “A educação e formação de profissionais é uma de nossas prioridades para fortalecer as empresas do setor de tecnologia da informação, fato que contribui diretamente para a competitividade e desenvolvimento socioeconômico”, afirmou o presidente do SEPROSP, Luigi Nesse.

Iglá Generoso explica que os cursos oferecidos pela plataforma estão mais relacionados ao desenvolvimento de softwares. Os interessados podem, por exemplo, aprender jJavascript, HTML, Reactjs, banco de dados, Python, Git, blockchain e inteligência artificial. As jornadas de cada módulo são de 40 horas e geram certificado aos concluintes.

Além das empresas que têm utilizado a plataforma da Digital Innovation One para recrutar profissionais especializados, mais de 120 instituições de ensino também tornaram-se parceira do programa para estimular a participação dos alunos nos cursos e permitir que eles conquistem uma formação mais próxima com a realidade do mercado, além de entrarem na “vitrine” do mercado profissional.

O CEO explica que as ferramentas gratuitas disponíveis de forma online não são destinadas apenas a estudantes, mas também para profissionais que querem dar uma guinada na carreira ou mudar o campo de atuação.

Para Iglá, com o aumento das vagas, programas educacionais e ampliação dos parceiros, a Digital Innovation One deve tornar-se o maior ecossistema de open education do Brasil em 2020. 

Os interessados em aproveitar as bolsas e conquistar oportunidades de emprego em empresas de tecnologia devem acessar o site da Digital Innovation One e realizar um cadastro na página. 

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: