Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.057,22
    -1.202,27 (-0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.202,80
    -376,30 (-0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,04
    -1,11 (-1,54%)
     
  • OURO

    1.773,90
    -87,50 (-4,70%)
     
  • BTC-USD

    37.663,68
    -825,43 (-2,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    935,67
    -34,21 (-3,53%)
     
  • S&P500

    4.221,86
    -1,84 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    33.823,45
    -210,22 (-0,62%)
     
  • FTSE

    7.153,43
    -31,52 (-0,44%)
     
  • HANG SENG

    28.558,59
    +121,75 (+0,43%)
     
  • NIKKEI

    29.018,33
    -272,68 (-0,93%)
     
  • NASDAQ

    14.185,00
    +203,75 (+1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9844
    -0,0776 (-1,28%)
     

Parceria entre MCom e BID prevê US$ 2 bi para ampliar acesso à internet no Brasil

·2 minuto de leitura
Parceria entre MCom e BID prevê US$ 2 bi para ampliar acesso à internet no Brasil
Parceria entre MCom e BID prevê US$ 2 bi para ampliar acesso à internet no Brasil

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, anunciou nesta quinta-feira (10) uma parceria que prevê uma nova linha de crédito de US$ 2 bilhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para investimento na ampliação de acesso à internet no Brasil.

Desse montante, US$ 1 bilhão está previsto especialmente para ser injetado em prol da inclusão digital da região Amazônica, no Norte do país, onde há maior disparidade em termos de conectividade. O outro US$ 1 bilhão será voltado para investimentos na área.

“Nós temos, hoje, no Brasil 40 milhões de pessoas que não tem internet. Com o leilão do 5G, colocamos como prioridade levar conexão para essas pessoas”, disse Faria, em uma reunião ocorrida com o presidente do BID, Mauricio Claver-Carone, na sede do banco nesta quarta-feira (9).

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

“Solicitei uma linha de crédito, um incentivo, ao presidente [do BID] para que possamos levar internet, o mais rápido possível, às pessoas que mais necessitam, para que possam estudar e trabalhar”, complementou o ministro.

Claver-Carone, por sua vez, afirmou que uma das metas prioritárias do BID para 2020-2025 é a digitalização e, dentro desse contexto, surge a parceria entre a instituição e o governo brasileiro. A ideia é trabalhar para explorar oportunidades de conectividade em termos de educação, trabalho e medicina, por exemplo.

“Vamos trabalhar pela execução dos projetos, em particular os de comunidades que não tem acesso à internet, e também dentro do Fundo para o Desenvolvimento da Amazônia teremos outro bilhão e trabalharemos juntamente com ministro, senadores e presidente Bolsonaro e sua equipe para ver como podemos levar internet para essas populações.”

Em abril, o BID já havia aprovado uma linha de crédito especial para o Brasil, parte da chamada Crédito Condicional para Projetos de Investimento (CCLIP, na sigla em inglês), com intuito de auxiliar estados brasileiros em suas transformações digitais.

Leia também!

Também participaram do encontro os senadores Ciro Nogueira (PP) e Flávio Bolsonaro (Patriota). A comitiva oficial do governo federal também conta com integrantes do Tribunal de Contas da União (TCU), além de membros dos ministérios da Defesa, da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e parlamentares.

Os políticos estão nesta semana de passagem pelos Estados Unidos para cumprir com reuniões e, em especial, conhecer modelos de uso do 5G no país norte-americano, com intuito de estudar possibilidades pra investimentos em território nacional.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos