Mercado abrirá em 3 h 27 min

Parceria entre Intel e TSMC para desafogar produção é temporária

Wagner Wakka

A Intel vem enfrentando problemas para lidar com a alta demanda por seus componentes no atual cenário de pandemia global. Numa tentativa de amenizar isso, a empresa terceirizou parte da produção para a TSMC, mas, ao que tudo indica, essa parceria deve ser passageira.

Fontes de dentro da TSMC informaram ao DigiTimes que a companhia não considera a Intel como um cliente a longo prazo e por isso sequer estaria disposta a construir mais uma fábrica para lidar com a nova demanda. Tradicionalmente, a Intel fabrica seus próprios processadores, mas não vinha dando conta da demanda. A solução foi recorrer à TSMC, que, entre outras coisas, atua fabricando os mesmos componentes para a AMD e Apple.

Inicialmente acreditava-se que a união poderia ser duradoura, sobretudo porque a TSMC já domina o processo da fabricação em 7nm e poderia ajudar a Intel a tirar do papel seus processadores com essa litografia. A ideia ganha mais respaldo com a noção de que o contrato da TSMC com a Huawei, que se encerra em setembro, não será renovado, abrindo espaço na linha de produção.

Contudo, esse não parece ser o caso. Em reunião com investidores, a Intel já informou que espera que a fabricação volte aos padrões normais e sem atrasos por volta de 2023, o que também daria uma ideia de parceria com a TSMC de apenas alguns anos.

Nenhuma das duas empresas se manifestou sobre o caso.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: