Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.690,17
    +1.506,22 (+1,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.004,19
    -373,28 (-0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,87
    +0,04 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.689,80
    -10,90 (-0,64%)
     
  • BTC-USD

    46.654,25
    -4.190,41 (-8,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    931,16
    -56,05 (-5,68%)
     
  • S&P500

    3.768,47
    -51,25 (-1,34%)
     
  • DOW JONES

    30.924,14
    -345,95 (-1,11%)
     
  • FTSE

    6.650,88
    -24,59 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    28.695,84
    -540,95 (-1,85%)
     
  • NIKKEI

    28.474,98
    -455,13 (-1,57%)
     
  • NASDAQ

    12.348,50
    -106,50 (-0,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7821
    -0,0038 (-0,06%)
     

Parceira chinesa da AstraZeneca espera produzir 400 milhões de doses da vacina

Nathan Vieira
·2 minuto de leitura

A biofarmacêutica AstraZeneca conta com parcerias em vários países para produzir sua vacina contra a COVID-19, e um deles é a China, por meio da Kangtai Biological Products, com sede em Shenzhen. Nesta terça-feira (2), a empresa chinesa concluiu uma instalação projetada para ser capaz de produzir 400 milhões de doses da vacina COVID-19 anualmente, o que representa o dobro da meta estabelecida em 2020.

"Kangtai está promovendo ativamente os procedimentos para o ensaio clínico e registro da vacina na China, concluiu uma fábrica e iniciou a produção experimental", declarou a empresa chinesa por meio de um comunicado à imprensa, segundo a agência de notícias Reuters.

No ano passado, a Kangtai Biological Products obteve direitos para fornecer a vacina AZD1222, desenvolvida pela farmacêutica em junção com a Universidade de Oxford, em troca de ter capacidade de produzir pelo menos 200 milhões de doses até o final de 2021.

Parceira chinesa da AstraZeneca espera produzir 400 milhões de doses da vacina, o dobro da meta estabelecida em 2020 (Imagem: Alena Shekhovtcova/Pexels)
Parceira chinesa da AstraZeneca espera produzir 400 milhões de doses da vacina, o dobro da meta estabelecida em 2020 (Imagem: Alena Shekhovtcova/Pexels)

De acordo com Leon Wang, chefe da operação da AstraZeneca na China, a expectativa é que a vacina seja aprovada para uso na China em meados de 2021 após a coleta de dados de segurança de testes de Fase I e II na China e dados de eficácia de testes em estágio final no exterior.

Nesta semana, o escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que o mecanismo global de compartilhamento de vacinas Covax Facility espera entregar 35,3 milhões de doses de vacinas contra COVID-19 da AstraZeneca a países caribenhos e latino-americanos entre meados de fevereiro e final de junho. Os 36 países caribenhos e latino-americanos que receberão a vacina da AstraZeneca vão de gigantes regionais, como Brasil e México, a ilhas pequenas, como Dominica e Montserrat.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: