Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    19.060,39
    +12,10 (+0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Paraná 'deslancha' na etapa final e goleia o Oeste na Vila Capanema

Futebol Latino
·2 minuto de leitura


Tendo a oportunidade de receber o lanterna da Série B do Brasileirão, o Paraná capitalizou com uma sonora goleada de 4 a 0 na Vila Capanema nessa segunda. Enquanto o time paulista continua na última posição com apenas sete pontos (12 a menos do que o 16º, o Náutico), a equipe paranista foi para o quinto lugar com os mesmos 28 pontos do quarto colocado, o Juventude, mas em desvantagem de dois gols no saldo.

NÃO É SÓ ALTURA!

Aos seis minutos, os anfitriões conseguiram um tranquilizador gol por intermédio do zagueiro colombiano Salazar onde o mais importante não foi sua estatura (2,00 metros), mas sim a rápida reação por baixo. Depois do escanteio cobrado na esquerda por Renan Bressan onde o companheiro de defesa e conterrâneo Hurtado forçou Caíque França a fazer importante defesa, a bola sobrou quase que na pequena área para o camisa 3 tocar pro fundo das redes.

SÓ FALTOU AUMENTAR

O domínio da partida por parte da equipe paranista era notório não apenas territorialmente, mas também na forma como o time da casa envolvia a marcação do Oeste e chegava levando perigo a meta de Caíque França. Nessa toada, Renan Bressan (por duas vezes) e Bruno Gomes tiveram ótimas oportunidades para fazer o segundo do Tricolor da Vila, mas o bloqueio do marcador no toque de Renan além de cabeçada que acertou o travessão de Caíque (Bressan também acertou chute potente na trave superior) foram obstáculos para um placar mais dilatado no Durival Britto.

TOMOU SUSTOS, MAS DESLANCHOU

A equipe de Barueri voltou mais inspirada e com postura ofensiva aguda para os primeiros minutos do tempo complementar, rondando a área do Paraná e claramente ameaçando a vantagem constituída. Porém, em uma saída rápida do time dirigido por Alan Aal, o segundo gol dos donos da casa deu mais tranquilidade ao time paranista.

Com 14 minutos, Eder Sciola cobrou mal o arremesso lateral no ataque e "entregou" a bola para o adversário que armou contra-ataque e acionou o lateral-direito Paulo Henrique na velocidade de transição. O jogador ganhou do marcador e bateu cruzado, na saída de Caíque França.

Depois do tento que aumentou a dianteira, o Rubrão se abalou ao mesmo tempo que o Paraná cresceu na partida em volume e eficiência. Em dois lances perigosos, Bruno Gomes apareceu no rebote do chute de Andrey para superar Caíque França aos 24 e, aos 29, o mesmo Bruno recebeu bola excelente na frente do goleiro para marcar o quarto do Tricolor da Vila, fechando a contagem.