Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,55
    +0,17 (+0,27%)
     
  • OURO

    1.770,40
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    54.672,96
    -1.941,32 (-3,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.224,06
    -74,90 (-5,77%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.000,08
    -19,45 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    28.945,69
    -160,46 (-0,55%)
     
  • NIKKEI

    29.164,86
    -520,51 (-1,75%)
     
  • NASDAQ

    13.919,25
    +22,00 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6786
    +0,0029 (+0,04%)
     

Paraguai vai receber vacinas doadas por Catar e Índia, anuncia ministro

·1 minuto de leitura
Trabalhadores de saúde atendem pacientes internados com covid-19 no Hospital das Clínicas em San Lorenzo, Paraguai, 16 de março de 2021

O Paraguai irá receber 400 mil doses de vacinas contra a Covid-19 doadas pelo Catar e outras 200 mil cedidas pela Índia, para concluir a imunização das equipes médicas e iniciar a vacinação dos idosos, anunciou nesta segunda-feira o ministro da Saúde, Julio Borba.

Até o momento, cerca de 50 trabalhadores da área de saúde morreram de Covid no país, enquanto cerca de 20 estavam internados, informou o sindicato dos médicos. A falta de vacinas, somada a de insumos sanitários e ao aumento do número de infectados, mobilizou nos últimos 15 dias os cidadãos, que saíram às ruas para protestar "contra a corrupção e a inoperância" do governo na gestão da pandemia, bem como para pedir a saída do presidente.

O chefe de Estado já mudou quatro ministros, entre eles o então responsável pela pasta da Saúde, Julio Mazzoleni, para reduzir a pressão popular. "Estamos buscando vacinas até entre as pedras", declarou Borba, que substituiu Mazzoleni. As reclamações sociais contra o governo, no entanto, não param, apesar da recomendação de que as pessoas permaneçam em casa entre 20h e 5h até 4 de abril.

Neste fim de semana, chegaram a Assunção 36 mil vacinas AstraZeneca adquiridas por meio do sistema Covax, mecanismo pelo qual o país prevê adquirir 4,3 milhões de doses, que se somam ao milhão de doses da Sputnik V comprado do Fundo Russo de Investimento, cuja chegada não tem uma data precisa.

A encomenda do Covax que já chegou se somou a um lote de 20 mil doses da chinesa Sinovac doado pelo Chile e a outras 4 mil doses compradas da Rússia.

hro/lda/rs/lb