Paraguai recorre à OMC após denúncia de impedimentos comerciais na Argentina

Assunção, 5 nov (EFE).- O governo do Paraguai, suspenso do Mercosul e da Unasul, anunciou nesta segunda-feira que recorreu à Organização Mundial do Comércio (OMC) após as denúncias de empresários paraguaios de impedimentos aplicados ao comércio por parte da Argentina.

O ministro das Relações Exteriores do Paraguai, José Félix Fernández Estigarribia, informou em entrevista coletiva que o governo recorreu à assessoria da OMC ante as denúncias de supostas cobranças excessiva de tarifas e a abertura dos contêineres de produtos paraguaios nos portos argentinos.

"Vamos fazer uma declaração, certamente. Temos que saber quais foram as violações aos acordos, o que será definido entre hoje e amanhã. Vamos fazer primeiro uma declaração e, também, uma nota de protesto", disse o chanceler.

Fernández Estigarribia afirmou que os empresários de seu país denunciaram que nas últimas semanas foram abertos os contêineres de mercadorias paraguaias nas alfândegas argentinas e que "foram feitas cobranças excessivas que não condizem com os acordos". EFE

Carregando...