Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.965,62
    +331,78 (+0,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Para outubro, Rio pretende vacinar todos grupos até 18 anos

·2 minuto de leitura
Para outubro, Rio pretende vacinar todos grupos até 18 anos
Para outubro, Rio pretende vacinar todos grupos até 18 anos

Nesta terça-feira (12), a prefeitura do Rio de Janeiro anunciou o calendário de vacinação até outubro de 2020. A programação é vacinar pessoas de todos os grupos até 18 anos de idade, entretanto, a prefeitura disse que isto só será alcançado se não houver nenhum atraso nas entregas das vacinas.

Em maio, está ocorrendo a vacinação de pessoas dos grupos prioritários, entre 45 e 18 anos. Pessoas com comorbidades, deficiência permanente, trabalhadores da saúde, guardas municipais envolvidos em ações de saúde pública e medidas de distanciamento, pacientes renais crônicos, com síndrome de Down, gestantes e puérperas fazem parte do grupo em questão.

Já em junho, a meta é começar aplicação em pessoas entre 59 anos e 51 anos. Enquanto em julho, é a vez das pessoas entre 50 anos e 42 anos. Depois, em agosto, serão vacinadas pessoas entre 41 anos e 33 anos. Em setembro, a vacina será aplicada em pessoas entre 33 e 24 anos. E, em outubro, serão imunizados todos entre 24 e 18 anos de idade.

A programação completa com as idades e dias de vacinação, podem ser acessadas na página da prefeitura do Rio .

Leia também!

Fonte: Agência Brasil

“Vacina universal” contra coronavírus pode impedir variantes e futuras epidemias

Uma “vacina universal” para combater a Covid-19 e outras linhagens do coronavírus está em desenvolvimento por cientistas da Duke University, nos Estados Unidos. O imunizante seria voltado para combater não só a Sars-CoV-2, mas também outros vírus que causam doenças respiratórias.

O coronavírus, em suas versões, já criou outras epidemias, como a da SARS, entre 2001 e 2004 e a da MERS, em 2015. Esse novo imunizante seria voltado para proteger o vacinado contra todos esses tipos de vírus e ainda poderia garantir segurança contra as variantes da Covid-19.

A pesquisa publicada na revista Nature mostra que os cientistas focaram em desenvolver um produto capaz de bloquear a proteína Spike com o receptor ACE2. Essa é a combinação que liga o vírus ao sistema imunológico. Ao impedir a conexão pode ser possível parar o ataque.

Os pesquisadores até o momento testaram dois modelos diferentes da “vacina universal” do coronavírus em macacos. Uma usando a mesma tecnologia de RNA das vacinas da Pfizer e da Moderna e outra com um modelo de nanopartículas que se ligam na proteína Spike.

Para saber mais, acesse a reportagem no Olhar Digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!