Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    47.810,71
    -324,91 (-0,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7797
    -0,0062 (-0,09%)
     

Para evitar escassez, AMD pode terceirizar produção de GPU e APU para a Samsung

Wagner Wakka
·1 minuto de leitura

A AMD pode se apoiar em uma parceria com a Samsung para tentar dar conta da demanda pelos seus produtos. Segundo reportagem do site sul-coreano Clien, pessoas próximas ao projeto informam que a gigante esta relutante em apostar na TSMC, pois a fabricante já está sobrecarregada de clientes.

A questão está principalmente nas linhas de produção da TSMC para chips de 5 nm e 3 nm. Segundo a reportagem, ambas estariam quase que completamente ocupadas pela Apple atualmente.

No ano passado, por conta da pandemia da COVID-19, as fábricas da TSMC ficaram paradas por meses, atrasando todo cronograma das parcerias. Assim, gigantes de tecnologia como Apple, Sony, Microsoft, Nvidia e AMD apanharam para manter a oferta de seus produtos.

Com o possível gargalo com a TSMC, a AMD pode, portanto, apostar na Samsung. A parceria seria voltada para a fabricação de chips para APUs Ryzen, além das GPUs Radeon.

Atualmente, a Samsung informou que tem linhas de montagem capazes de fabricar chips de 3 nm, mas apenas usou a capacidade para produção interna. Com a parceria, a AMD seria a primeira a trabalhar com a linha de 3 nm da sul-coreana.

A própria presidente executiva da AMD, Lisa Su, já informou que a escassez de produtos da empresa vai perdurar, pelo menos, neste primeiro trimestre. No cenário mais pessimista, a expectativa é de que a produção supra a demanda somente na metade de 2021.

Apesar dos rumores, as empresas ainda não confirmaram a parceria.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: