Mercado abrirá em 2 h 28 min
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,82
    +1,25 (+1,91%)
     
  • OURO

    1.771,50
    -12,80 (-0,72%)
     
  • BTC-USD

    56.864,39
    -153,60 (-0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.449,32
    -19,76 (-1,35%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.134,13
    -34,55 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.980,75
    +111,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4085
    -0,0383 (-0,59%)
     

Para CEO da Volks, fábrica da Tesla ameaça empregos na Alemanha

·3 min de leitura

(Bloomberg) -- O diretor-presidente da Volkswagen, Herbert Diess, disse que os trabalhadores na Alemanha devem se preparar para uma reestruturação mais profunda para se manterem competitivos quando a Tesla aumentar a produção de veículos no próximo ano em sua primeira fábrica na Europa, localizada nos arredores de Berlim.

Most Read from Bloomberg

A Tesla tem melhorado rapidamente a qualidade e deve atingir um prazo de produção de apenas 10 horas por carro em sua fábrica de Gruenheide, disse Diess na quinta-feira em discurso preparado em uma reunião de equipe em Wolfsburg. A principal fábrica de carros elétricos da Volks em Zwickau leva mais de 30 horas por veículo, o que deve ser reduzido para 20 horas no ano que vem.

“Sim, estou preocupado com Wolfsburg”, disse Diess no primeiro encontro de funcionários desde o início da pandemia de Covid-19 na maior fábrica de automóveis do mundo. “Quero que seus filhos e netos ainda possam ter um emprego seguro aqui conosco em Wolfsburg. Este é o meu objetivo hoje, é por isso que estou aqui.”

Diess cancelou uma viagem aos Estados Unidos nesta semana, onde deveria se encontrar com investidores e visitar empresas de tecnologia, para acalmar a crescente tensão com os poderosos líderes sindicais da Volks na Alemanha. O CEO busca acelerar os planos para uma transformação fundamental da gigante industrial alemã rumo à era de carros elétricos que podem dirigir de forma autônoma.

Daniela Cavallo, nova presidente do conselho de trabalhadores da Volks, pediu a Diess que foque a atenção em resolver a persistente escassez de chips que atingiu a montadora com mais força do que a Tesla ou BMW em vez de se envolver em atividades de redes sociais.

“Você frequentemente nos fornece belas fotos de suas viagens, mas infelizmente ainda não de semicondutores”, disse.

A falta de chips obrigou a Volks a reduzir a produção na grande fábrica de Wolfsburg, que é quase tão grande quanto Mônaco, ao menor nível desde o fim da década de 1950, quando a unidade tinha metade do tamanho e produziu o icônico Beetle. Em um acordo trabalhista assinado há cinco anos, a Volks planejava fabricar pelo menos 820 mil carros em 2020, mas produziu menos de 500 mil, de acordo com Cavallo.

Produção em queda

Apesar do aumento da demanda após a pandemia, a fábrica de Wolfsburg deve produzir apenas 400 mil carros este ano por causa da falta de chips e gestão, disse Cavallo. Para garantir a suficiente utilização da fábrica, ela pediu a Diess que alocasse um segundo carro elétrico para Wolfsburg “significativamente antes de 2026”. Esse é o ano em que o projeto Trinity deve iniciar a produção, um modelo-chave para a principal marca da Volks competir com a Tesla.

“Frequentemente me perguntam por que continuo nos comparando com Tesla; sei que isso incomoda algumas pessoas”, disse Diess aos trabalhadores. “Mas é minha tarefa e de toda a gerência avaliar a competição corretamente, preparar o grupo para isso e torná-lo à prova de futuro.”

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos