Mercado abrirá em 9 h 26 min

Para afastar Sergio Moro da política, família insiste que juiz deixe o Brasil

Anita Efraim
·1 minuto de leitura
Brazil's Justice Minister Sergio Moro gives a press conference to announce his resignation in Brasilia, Brazil, Friday, April 24, 2020. Moro made the announcement after Brazilian President Jair Bolsonaro changed the head of the country's federal police. (AP Photo/Eraldo Peres)
Considerado ícone anticorrupção pela atuação na Lata Jato, Moro saiu do governo Bolsonaro brigado com o presidente (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

Sergio Moro está sendo pressionado pela família para deixar o Brasil. Segundo informações da coluna da jornalista Monica Bergamo, na Folha de S. Paulo. O objetivo é que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública dê aulas em outro país e, assim, se afaste da política e até de uma possível candidatura em 2022.

A esposa do ex-juiz, Rosângela Moro, tem falado a pessoas próximas que o marido contribuiu como podia e que a política partidária não é para ele. Na opinião dela, é hora de Moro pensar na vida pessoal e profissional.

Ainda de acordo com a Folha, o ex-juiz já disse a políticos que não tem intenções de disputar um cargo no pleito de 2022. Moro era considerado um dos principais opositores de Jair Bolsonaro (sem partido) na próxima eleição presidencial.

Leia também

Outro ponto levantado pela família de Moro para deixar o país é a questão da segurança. Em outubro, ele deixa de ter direito a escolta da Polícia Federal.