Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.651,17
    -32,38 (-0,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,25
    -0,02 (-0,04%)
     
  • OURO

    1.854,80
    -1,40 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    33.780,42
    +333,17 (+1,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    680,89
    +3,99 (+0,59%)
     
  • S&P500

    3.833,26
    -8,21 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    30.813,64
    -183,34 (-0,59%)
     
  • FTSE

    6.638,85
    -56,22 (-0,84%)
     
  • HANG SENG

    30.159,01
    +711,16 (+2,41%)
     
  • NIKKEI

    28.822,29
    +190,84 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    13.371,00
    +9,50 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7069
    +0,0549 (+0,83%)
     

Papai Noel cai de paramotor e fica preso em fios elétricos nos EUA

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Papai Noel fica pendurado na rede elétrica de Rio Linda, na Califórnia. (Foto: Reprodução)
Papai Noel fica pendurado na rede elétrica de Rio Linda, na Califórnia. (Foto: Reprodução)

Um homem vestido de Papai Noel ficou preso nos fios da rede elétrica da cidade norte-americana de Rio Linda, na Califórnia, após um voo frustrado de paramotor. O caso aconteceu no último domingo e o rapaz foi resgatado sem ferimentos pelos bombeiros.

O Papai Noel, que não teve a identidade revelada, sobrevoava a cidade distribuindo doces e presentes às crianças quando sofreu o acidente. Ainda não se sabe o que ocasionou a perda de controle do veículo.

Confira:

O capitão Chris Vestal explicou à rede CBS13 que o piloto só não foi eletrocutado pela rede porque o paramotor seguiu preso aos fios e porque ele estava sobre o assento do veículo.

Leia também

O Papai Noel ficou cerca de uma hora preso, até que os bombeiros conseguissem resgatá-lo. Para isso, tiveram que desativar a rede elétrica do local.

“O piloto teve um acidente. Ele estava, na verdade, fazendo algo muito bom para a comunidade. Em 2020, acho que é algo de que todos nós precisamos”, considerou o capitão Vestal.