Mercado fechará em 3 h 5 min
  • BOVESPA

    103.569,04
    +1.653,59 (+1,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.433,44
    +734,72 (+1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,20
    +2,02 (+3,05%)
     
  • OURO

    1.789,40
    +12,90 (+0,73%)
     
  • BTC-USD

    58.622,17
    +499,87 (+0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.494,94
    +25,86 (+1,76%)
     
  • S&P500

    4.638,56
    +71,56 (+1,57%)
     
  • DOW JONES

    34.902,94
    +419,22 (+1,22%)
     
  • FTSE

    7.132,72
    +73,27 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    16.328,00
    +177,50 (+1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3736
    +0,0036 (+0,06%)
     

Pano de polimento de R$ 200 da Apple ganha clone 10x mais barato na China

·3 min de leitura

A família iPhone 13 foi lançada em setembro com boas evoluções, especialmente nos modelos Pro, e preços razoáveis a depender do país — os EUA mantêm o título de iPhone mais barato do mundo, enquanto no Brasil temos novamente o modelo mais caro. No entanto, há uma novidade que estreou junto aos aparelhos e é universalmente cara: o pano de polimento oficial da Apple.

O acessório chegou no final de outubro como a solução ideal para limpeza de todos os dispositivos da marca, mas trouxe preço exorbitante — US$ 20 nos EUA, o equivalente R$ 110 em conversão direta, e ainda mais salgados R$ 219 no Brasil. Polêmico, o pano de polimento acaba de ganhar uma versão significativamente mais barata, mas não pelas mãos da gigante de Cupertino.

Pano de R$ 200 da Apple ganha versão 10x mais barata

Como descobriu o site Gizchina, varejistas chinesas estão oferecendo uma versão alternativa do pano de polimento da Apple por cerca de 17 yuans, algo em torno de US$ 2,66 ou R$ 15, mais de 10 vezes menos do que o acessório oficial na moeda brasileira. Curiosamente, o anúncio garante que não se trata de uma cópia, mas sim de "vendas diretas da fábrica", conforme tradução via máquina.

O anúncio da varejista chinesa garante se tratar do mesmo pano oficial, vindo de fábrica sem o logo da Apple (Imagem: Reprodução/Gizchina)
O anúncio da varejista chinesa garante se tratar do mesmo pano oficial, vindo de fábrica sem o logo da Apple (Imagem: Reprodução/Gizchina)

Na prática, isso pode significar que o modelo anunciado é realmente o mesmo vendido pela Apple, originado da fábrica que fornece o pano à gigante, mas aparentemente sem o logo da empresa. Não há como comprovar se as declarações são verdadeiras sem ter ambos os produtos em mãos, mas a possibilidade não chega a ser uma surpresa, considerando que os produtos da Maçã são fabricados na região.

Acessório original foi reprovado em análise técnica

Com preço tão elevado, o pano de polimento se tornou piada e alvo de críticas pela internet, apesar de curiosamente ter o estoque esgotado em alguns países. A comoção chegou a incentivar o iFixit, popular portal de desmanches de dispositivos que avalia a dificuldade de conserto dos aparelhos, que publicou uma análise aprofundada do acessório da Maçã.

Composto por duas camadas unidas por cola simples, o pano de polimento da Apple foi "reprovado" no teste de reparabilidade do iFixit (Imagem: Reprodução/iFixit)
Composto por duas camadas unidas por cola simples, o pano de polimento da Apple foi "reprovado" no teste de reparabilidade do iFixit (Imagem: Reprodução/iFixit)

O site descobriu que, para atingir a gramatura anunciada, a Apple utiliza duas camadas de tecido de microfibra fixadas por uma cola simples, tratamento um tanto inesperado quando consideramos o valor do pano. Diante das "dificuldades em ser remontado", o pano recebeu nota 0 em reparabilidade.

Outro ponto que também chamou a atenção é a enorme embalagem feita em papel, acompanhada de um cartão também em papel sobre a usabilidade do produto. Considerando a natureza do acessório, que poderia ser facilmente dobrado para torná-lo mais compacto e assim reduzir as dimensões do pacote, a atitude da Apple tornou ainda mais questionável a justificativa de que os carregadores foram removidos das caixas dos iPhones "em prol do meio ambiente".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos