Mercado abrirá em 1 h 42 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,58
    +0,32 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.813,00
    -9,20 (-0,50%)
     
  • BTC-USD

    38.676,06
    -828,64 (-2,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    939,75
    -21,15 (-2,20%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.105,65
    +23,93 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.969,75
    +17,00 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1521
    +0,0080 (+0,13%)
     

Panasonic vende quase US$ 4 bilhões em ações da Tesla

·2 minuto de leitura
Panasonic vende quase US$ 4 bilhões em ações da Tesla
Panasonic vende quase US$ 4 bilhões em ações da Tesla

O conglomerado japonês Panasonic, parceiro industrial mais antigo da Tesla, decidiu vender todas as suas ações da montadora de carros elétricos, reduzindo assim sua participação a zero na empresa. O valor arrecadado com as vendas foi de nada menos que US$ 3,61 bilhões (R$ 17,82 bilhões na cotação atual). As negociações foram realizadas durante o ano fiscal de 2020, que terminou em março no Japão.

No relatório anual da empresa, que foi apresentado para os acionistas, o valor foi descrito como “receita de venda e resgate de investimentos”. De acordo com a agência de notícias Reuters, a venda acontece em um momento em que a Panasonic busca reduzir sua dependência da Tesla, para quem o conglomerado produz baterias de íon-lítio desde meados de 2010, com algumas tensões nesse relacionamento em alguns momentos.

A Panasonic comprou 1,4 milhão de ações da Tesla em 2010, por um valor de US$ 21,15 cada uma, em um investimento de US$ 30 milhões. Em março de 2020, essa participação valia nada menos do que US$ 730 milhões. Desde então, esse valor se multiplicou por sete, com as ações da montadora sendo negociadas a US$ 679,82 (R$ 3,35 mil) na última quinta-feira (24).

Hora de vender

De acordo com o analista Ace Research Institute Hideki Yasuda, que foi ouvido pela Reuters, o investimento da Tesla em criptomoedas é o que fez com que o valor das ações crescesse tanto, o que faz com que o valor real dessas ações, seja menor do que seu valor de mercado atual. Por conta disso, a Panasonic escolheu um bom momento para vender seus ativos na montadora.

Tela mostra oscilações do mercado financeiro
Ações da Tesla compradas pela Panasonic dispararam em pouco mais de 10 anos. Crédito: CC0 Domínio Público/PX Here

A relação da Tesla com as criptomoedas é bastante problemática. Primeiro, a empresa começou a aceitar Bitcoins como forma de pagamento para os carros da marca. Além disso, a companhia comprou uma quantidade considerável de ativos da criptomoeda. Porém, algum tempo depois, a decisão das vendas foi revertida sob a alegação de questões ambientais, além disso, Elon Musk, o CEO da empresa, consegue catapultar e derrubar o valor desses ativos com apenas um tuíte.

Leia mais:

De acordo com um porta-voz da Panasonic, a venda da participação da Panasonic na Tesla não afetará a relação industrial das duas companhias. Apesar disso, a Tesla tem diversificado seus fornecedores de baterias para carros elétricos. Recentemente, a empresa fechou acordos com a sul-coreana LG Energy Solutions e com a chinesa CATL.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos