Mercado abrirá em 4 h 18 min
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,53
    +0,96 (+1,46%)
     
  • OURO

    1.776,60
    -7,70 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    56.810,22
    -312,96 (-0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.446,13
    -22,95 (-1,56%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.168,68
    +109,23 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    23.743,60
    +84,68 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.943,50
    +73,75 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4109
    -0,0359 (-0,56%)
     

Panasonic revela protótipo de bateria criado para ajudar Tesla

·2 min de leitura
The logo of Panasonic Corp is seen atop the company's offices in Tokyo December 10, 2008.   REUTERS/Stringer (JAPAN BUSINESS)
The logo of Panasonic Corp is seen atop the company's offices in Tokyo December 10, 2008. REUTERS/Stringer (JAPAN BUSINESS)
  • Empresa japonesa criou bateria para reduzir custos de produção de veículos elétricos

  • Panasonic revelou que a bateria é cinco vezes maior que o modelo de bateria da Tesla

  • Japoneses acreditam que o desenvolvimento aprofundaria laços com seu principal cliente nos EUA

Nesta segunda-feira (25), a Panasonic revelou o protótipo de um novo modelo de bateria projetado para ajudar a Tesla, seu principal cliente no mercado norte-americano, a reduzir os custos de produção de veículos elétricos a longo prazo, em meio ao projeto da empresa norte-americana de diversificar os fornecedores de baterias para seus automóveis, segundo a Reuters.

Durante uma entrevista coletiva à imprensa, Kazuo Tadanobu, executivo de baterias da empresa japonesa, mostrou que a bateria desenvolvida é cerca de cinco vezes superior ao tamanho das usadas atualmente pela Tesla. Ele também disse que a Panasonic não tinha planos de fazer baterias de fosfato de ferro de lítio mais baratas para veículos elétricos mais acessíveis.

Leia também:

Segundo a Reuters, as parcerias da Tesla com outras empresas como a sul-coreana LG e a chinesa CATL para o fornecimento de baterias, mais o fato da venda de ações da Tesla pela Panasonic geraram dúvidas sobre o prosseguimento do negócio. Mas, sendo a única fabricante da bateria do formato 4680 (46 milímetros de largura e 80 milímetros de altura), a Panasonic deve permanecer soberana na cadeia de suprimentos do fabricante de veículos elétricos, pelo menos para seus modelos mais caros.

As parcerias com a chinesa CATL por parte da Tesla se explicam pelo fato de que a empresa chinesa está produzindo os modelos de carros 3 e Ys na China, e o modelo 3s básicos nos Estados Unidos. As baterias de fosfato de ferro de lítio são consideradas mais baratas e seguras do que as baterias à base de níquel, mas têm menos densidade de energia e precisam ser recarregadas com mais frequência, e 95% delas são produzidas em território chinês, enquanto as baterias automotivas da Panasonic são de níquel-cobalto-alumínio.

A empresa norte-americana quer as baterias mais baratas de fosfato de ferro de lítio sem cobalto para seus veículos elétricos de alcance padrão, mas precisa descobrir como superar as tensões políticas dos últimos anos que envolveram uma guerra comercial entre chineses e americanos para conseguir que um parceiro chinês construa as baterias à base de ferro perto de suas fábricas nos Estados Unidos.

O executivo de baterias da Panasonic, por outro lado, não declarou quando a empresa japonesa, que possui uma fábrica nos Estados Unidos, no estado de Nevada, começaria a produção no país ao lado da Tesla em escala real. Tadanobu também se negou a responder sobre especulações em relação a uma suposta parceria com a Apple para produção de veículos elétricos. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos