Mercado abrirá em 4 h 6 min
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,49
    +0,41 (+0,56%)
     
  • OURO

    1.782,20
    -1,20 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    33.166,99
    -846,71 (-2,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    802,03
    -8,16 (-1,01%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.085,45
    +11,39 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.875,23
    +0,34 (+0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.347,00
    +84,00 (+0,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9329
    +0,0044 (+0,07%)
     

Palmeiras vai de quase eliminado a semifinalista e briga pelo bi do Paulista

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mesmo dando prioridade a outros torneios e adotando formações alternativas ao longo de boa parte do Campeonato Paulista, o Palmeiras chegou nesta sexta-feira (14) às semifinais. Em duelo pelas quartas, o time alviverde derrotou o Red Bull Bragantino por 1 a 0, em Bragança Paulista.

Novamente sem usar seus principais jogadores desde o começo da partida, a equipe palmeirense acionou alguns dos habituais titulares no segundo tempo. Rony, um deles, definiu o placar no estádio Nabi Abi Chedid.

A semifinal, em partida única, será disputada domingo (16). O Palmeiras ainda aguarda a definição do rival que terá pela frente. Corinthians e Mirassol também já garantiram vaga na penúltima fase antes da final. O último confronto das quartas será entre São Paulo e Ferroviária, nesta sexta, no Morumbi.

Campeão em 2020, quando encerrou um jejum de 12 anos sem um título estadual, o time agora dirigido por Abel Ferreira correu risco de nem passar da primeira fase neste ano. Houve um momento em que a chance de lutar pelo bicampeonato parecia bem distante.

Foi só na última rodada da primeira fase, quando venceram a Ponte Preta por 3 a 0 e contaram com um tropeço do Novorizontino, derrotado pelo Corinthians por 2 a 1, que os palmeirenses conquistaram uma vaga no mata-mata.

A classificação apertada ocorreu, principalmente, porque o clube priorizou a disputa da Copa Libertadores, competição na qual já garantiu vaga nas oitavas de final, além da liderança do Grupo A, com duas rodadas de antecedência --o Palmeiras soma 12 pontos, contra cinco do Defensa y Justicia (ARG), o segundo.

Poupar os atletas no Estadual foi uma decisão da comissão técnica devido à maratona de jogos estendida desde a temporada 2020, que se alongou até este ano devido à pandemia de Covid-19 e se encerrou oficialmente em março, com a decisão da Copa do Brasil.

Somando os cinco torneios disputados pelo Palmeiras na temporada passada, foram 77 duelos oficiais e três títulos conquistados, o do Paulista, o da Copa do Brasil e o da Libertadores. Na temporada atual, o duelo com o time de Bragança foi o 20º compromisso.

Neste ano, além de atuar pelo Estadual e pela principal competição continental, o time já disputou a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana. Perdeu essas taças, respectivamente, para Flamengo e Defensa y Justicia.

Com a situação confortável na Libertadores, a tendência é que o técnico Abel Ferreira escale agora a força máxima da equipe na semifinal do Paulista.

Diante do Red Bull Bragantino, não foi fácil sair com um resultado positivo. Depois de um primeiro tempo equilibrado, no qual os donos da casa tiveram a melhor chance, com uma bola na trave de Claudinho, o desempenho dos dois time caiu na etapa final, devido ao cansaço dos jogadores.

Assim, os dois técnicos promoveram uma série de mudanças, e duas delas, as entradas de Luiz Adriano e Rony, foram decisivas para definir o placar. Aos 32 minutos, Luiz Adriano serviu Gustavo Scarpa, que invadiu a área e acertou a bola na trave. No rebote, Rony testou para fazer o único gol da partida.

RED BULL BRAGANTINO

Cleiton; Fabricio Bruno, Léo Ortiz e Ligger; Aderlan; Ramires (Ricardo Ryller), Lucas Evangelista (Helinho) e Edmar (Luan Cândido); Artur, Ytalo (Gabriel Novaes) e Claudinho. T.: Maurício Barbieri

PALMEIRAS

Weverton; Mayke, Gustavo Gómez e Renan; Lucas Lima (Marcos Rocha) (Luan), Danilo, Danilo Barbosa, Gustavo Scarpa e Matías Viña (Victor Luís); Wesley (Rony) e Willian (Luiz Adriano). T.: Abel Ferreira

Estádio: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)

Árbitro: Raphael Claus

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Anderson José de Moraes Coelho

VAR: Marcio Henrique de Gois, Fabricio Porfirio de Moura e Philippe Lombard

Cartões amarelos: Maurício Barbieri (técnico), Lucas Evangelista e Ligger (RBG); Abel Ferreira (técnico) e Matías Viña (PAL)

GOLS: Rony (PAL), aos 32’/2ºT

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos