Mercado abrirá em 4 h 2 min
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,03
    +0,15 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.865,70
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    39.861,33
    -386,04 (-0,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.000,73
    +31,89 (+3,29%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.161,20
    +14,52 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.144,25
    +19,50 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1523
    +0,0208 (+0,34%)
     

Palmeiras empata com Corinthians e se mantém na liderança do Brasileiro Feminino

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em clássico valendo a liderança da primeira fase do Campeonato Brasileiro feminino, o Palmeiras empatou com o Corinthians em 1 a 1 neste domingo (9), no Parque São Jorge, e se manteve na ponta da competição.

Com o resultado, a equipe alviverde chegou aos 14 pontos em 6 jogos. O time, porém, é perseguido de perto pelo rival de Itaquera, que tem 13 pontos e está na segunda colocação. No Brasileiro feminino, as oito melhores equipes se classificam para a fase mata-mata.

Em campo, o Palmeiras abriu o placar com Bruna Calderan. A lateral aproveitou cruzamento da esquerda e cabeceou por cobertura, surpreendendo a goleira corintiana Kemelli aos 10 minutos do segundo tempo.

O empate corintiano aconteceu com Vic Alburquerque, que recebeu dentro da área e tocou na saída da goleira Jully aos 33 minutos.

O Palmeiras volta a campo em partida contra o Real Brasília, na quinta (13). No mesmo dia, as atletas corintianas enfrentam o São José-SP.

O Corinthians tenta o seu terceiro título na competição --o clube venceu o Brasileiro feminino em 2020 e 2018. O Palmeiras, por sua vez, busca conquista inédita.

Desde 2016, quando o clube do Parque São Jorge reativou o futebol feminino, primeiro em parceria com o Audax, até 2018, e depois com gestão própria, foram sete títulos conquistados. Além dos dois Brasileiros, o time ganhou duas Libertadores (2017 e 2019), uma Copa do Brasil (2016) e dois Paulistas (2019 e 2020).

Com isso, transformou-se no clube a ser batido entre as equipes brasileiras do futebol feminino, líder do ranking de times da CBF, estabelecido a partir de um cálculo sobre o desempenho em competições nas últimas cinco temporadas.

Já o Palmeiras foi um dos clubes que reativou o futebol feminino na esteira da obrigatoriedade imposta pela Conmebol em 2019 para que os times pudessem disputar os torneios masculinos da entidade.