Mercado fechado
  • BOVESPA

    123.576,56
    +1.060,82 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.633,91
    +764,43 (+1,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,31
    -0,95 (-1,33%)
     
  • OURO

    1.813,20
    -9,00 (-0,49%)
     
  • BTC-USD

    38.081,03
    -871,83 (-2,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    928,35
    -15,09 (-1,60%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.105,72
    +24,00 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    15.033,50
    +80,75 (+0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1646
    +0,0205 (+0,33%)
     

Palestina considera lançar sua própria criptomoeda

·2 minuto de leitura

A Autoridade Monetária da Palestina está considerando a emissão de uma moeda digital para facilitar a sua independência monetária de Israel.

Conforme acordos assinados com Israel na década de 1990, a Palestina concordou em não criar de forma imediata sua própria moeda. Como consequência, sua economia depende principalmente do shekel israelense, do dinar jordaniano e do dólar americano.

Os bancos palestinos atualmente possuem um excesso de shekels. Um dos motivos é por causa de uma lei israelense que proíbe grandes transações em dinheiro, devido aos regulamentos anti-lavagem de dinheiro. Além disso, Israel limita a quantidade de shekels que os bancos palestinos podem transferir mensalmente.

Por causa disso, os bancos palestinos às vezes precisam tomar empréstimos para cobrir pagamentos em moeda estrangeira a terceiros, deixando-os com um excedente de cédulas israelenses. A emissão de uma moeda digital poderia interromper esse atual sistema de operação ineficiente.

CBDC palestino

Atualmente, dois estudos sobre criptomoedas estão em andamento, embora nenhuma decisão tenha sido tomada. O governador da Autoridade Monetária da Palestina, Feras Milhem, espera eventualmente usar uma moeda digital “para sistemas de pagamento em nosso país e, esperançosamente, com Israel e outras nações para usar para pagamentos reais”. No entanto, essa possibilidae ainda é questionável.

Como a economia palestina tem sofrido com as restrições israelenses no livre fluxo de bens e pessoas, ela é inerentemente fraca. Mesmo contando com dinheiro de doadores e remessas de Israel, a economia do país caiu 11,5%.

De acordo com o Banco Mundial, isso se deve provavelmente à pandemia do COVID-19. A situação foi agravada pela recusa da Autoridade Palestina em receber impostos cobrados por Israel em seu nome. Uma queda de 20% na ajuda também contribuiu para uma lacuna fiscal de mais de US$ 1 bilhão.

De acordo com Raja Khalidi, Diretor do Instituto de Pesquisa de Política Econômica da Palestina, “as condições macroeconômicas não existem para permitir que uma moeda palestina, digital ou não, exista como meio de troca”. No entanto, a emissão de uma moeda digital pode atuar como um símbolo político de autonomia monetária do país em relação a Israel.

CBDCs ao redor do mundo

Com os recentes estudos, a Palestina se junta a outras nações ao redor do mundo no desenvolvimento de moedas digitais de banco central (CBDCs). O Banco de Compensações Internacionais (BIS) tem trabalhado com várias destas instituições no desenvolvimento de um padrão para essas moedas.

Da mesma forma que a Palestina pretende criar um CBDC para se posicionar contra Israel, o BIS disse recentemente que os bancos centrais precisam emitir CBDCs para se posicionar contra as criptomoedas.

A instituição advertiu que se os bancos centrais não emitissem esses ativos, eles poderiam perder o controle da oferta de dinheiro para emissores privados e empresas de Big Tech.

O artigo Palestina considera lançar sua própria criptomoeda foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos