Mercado abrirá em 4 h 24 min
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,77
    +0,41 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.786,70
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    50.176,66
    -381,24 (-0,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.311,06
    +5,95 (+0,46%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    24.250,95
    +254,08 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    28.725,47
    -135,15 (-0,47%)
     
  • NASDAQ

    16.386,00
    -6,25 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2736
    -0,0005 (-0,01%)
     

Painel solar em forma de girassol copia a natureza para produzir mais energia

·2 min de leitura

Uma empresa sediada em Boston, nos EUA, desenvolveu um “girassol” fotovoltaico gigante que produz 40% mais energia elétrica do que os painéis solares convencionais. A Smartflower rastreia o movimento do Sol de leste a oeste, garantindo uma captação de luz muito maior durante o dia todo.

O equipamento tem 5 metros de altura, com painéis que abrem em fecham conforme a trajetória do Sol. Sua capacidade de gerar eletricidade é de aproximadamente 5.000 kWh por ano, o que corresponde a demanda de energia de uma casa comum com até quatro moradores.

“As empresas de energia renovável agora conseguirão fornecer aos seus clientes um sistema de armazenamento e rastreamento solar de eixo duplo mais inteligente. Com o aumento da demanda, a facilidade de instalação será uma virada de jogo para a indústria”, prevê o CEO da SmartFlower Solar, Jim Gordon.

Armazenamento de energia

Além de captar a luz do Sol com maior eficiência, a Smartflower possui um sistema de baterias inteligentes, permitindo que o equipamento fique desligado da rede elétrica normal durante boa parte do seu ciclo de operação. Essas células de energia também funcionam em temperaturas extremas — entre -40 °C e 60 °C.

Entre outras vantagens, as baterias ainda fornecem o dobro de eletricidade reutilizável, carregam 100 vezes mais rápido e possuem um clico de vida útil 50 vezes maior quando comparadas com células convencionais de chumbo-ácido, normalmente usadas no armazenamento de energia solar.

“A SmartFlower usa robótica avançada e automação constante para rastrear o Sol de maneira inteligente. Além disso, quando o Sol se põe, o equipamento se dobra e começa um processo automático de autolimpeza para manter a eficiência energética e o pico de utilização solar”, acrescenta Gordon.

Inspiração na natureza

As Smartflowers foram inspiradas no movimento heliotrópico natural dos girassóis. Assim como ocorre com as plantas de verdade, os painéis fotovoltaicos do equipamento se movem em resposta ao deslocamento do Sol no céu, abrindo com o raiar do dia e fechando quando anoitece.

Cada “pétala” da Smartflower possui 12 painéis capazes de captar a energia solar em um ângulo de até 90 graus. Um sistema de rastreamento duplo gira em torno do próprio eixo, ajustando o ângulo de entrada de luz para garantir uma absorção maior independente da posição do Sol e das condições climáticas.

Smarflower usada para abastecer veículos elétricos (Imagem: Reprodução/SmartFlower Solar)
Smarflower usada para abastecer veículos elétricos (Imagem: Reprodução/SmartFlower Solar)

O processo de instalação do equipamento leva de quatro a cinco horas, dependendo da quantidade de painéis. Cada Smartflower custa US$ 31 mil (quase R$ 168 mil na cotação atual), fora os gastos com manutenção. Por não ser exatamente barato, o sistema é indicado para parques, zoológicos e redes públicas de abastecimento.

“Até agora, temos aproximadamente 350 unidades da Smartflower instaladas nos Estados Unidos e mais de 1.800 já fazem parte de sistemas de armazenamento e geração de energia fotovoltaica na Europa. São clientes grandes, que conseguem recuperar o investimento inicial em um ou dois anos”, encerra Jim Gordon.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos