Mercado abrirá em 1 h 55 min
  • BOVESPA

    120.294,68
    +997,55 (+0,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.329,84
    +826,13 (+1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,95
    -0,20 (-0,32%)
     
  • OURO

    1.747,40
    +11,10 (+0,64%)
     
  • BTC-USD

    62.311,39
    -1.446,52 (-2,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.362,26
    -13,52 (-0,98%)
     
  • S&P500

    4.124,66
    -16,93 (-0,41%)
     
  • DOW JONES

    33.730,89
    +53,62 (+0,16%)
     
  • FTSE

    6.975,00
    +35,42 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.793,14
    -107,69 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    29.642,69
    +21,70 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    13.887,00
    +88,25 (+0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7642
    -0,0087 (-0,13%)
     

Painel da Opep+ reduz projeção para crescimento da demanda por petróleo

·1 minuto de leitura
Logo da Opep fotografado durante reunião informal de membros do grupo na Argélia

DUBAI (Reuters) - A Opep+ reduziu projeções de crescimento da demanda por petróleo em 2021 em 300 mil barris por dia, o que reflete preocupações sobre a recuperação do mercado à medida que novos "lockdowns contra o coronavírus entram em vigor, segundo relatório de um painel de especialistas do grupo visto pela Reuters.

O Comitê Técnico Conjunto, que assessora o grupo de países produtores que inclui Arábia Saudita e Rússia, se reunirá na terça-feira antes de um encontro ministerial na quinta-feira que decidirá sobre a política de produção.

"Apesar da atual redução dos estoques comerciais da OCDE, eles seguem acima da média de 2015-2019, embora reconheçamos que a volatilidade que tem prevalecido na estrutura do mercado é um sinal das frágeis condições de mercado", disse o painel no relatório.

Em seu cenário base, a Opep+ espera que a demanda aumente em 5,6 milhões de barris por dia neste ano, uma queda de 300 mil bpd ante a previsão anterior.

A Opep+ também elevou a projeção par ao crescimento da demanda, em 200 mil bpd, para 1,6 milhão de bpd.

Como resultado, o grupo vê os estoques dos países industrializados recuando abaixo da média 2015-2019 em agosto, um mês depois do que projetava anteriormente.

A Opep e produtores aliados, conhecidos em conjunto como Opep+, estão restringindo sua produção em pouco mais de 7 milhões de barris por dia para apoiar os preços e reduzir a sobreoferta. A Arábia Saudita ainda tem promovido redução adicional de produção de 1 milhão de bpd.

(Por Rania El Gamal e Ahmad Ghaddar)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519)) REUTERS LC