Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.939,89
    -162,10 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.581,17
    -927,18 (-1,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,65
    -0,90 (-1,05%)
     
  • OURO

    1.831,00
    -11,60 (-0,63%)
     
  • BTC-USD

    37.813,40
    -5.064,82 (-11,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    887,76
    +645,08 (+265,81%)
     
  • S&P500

    4.401,33
    -81,40 (-1,82%)
     
  • DOW JONES

    34.284,55
    -430,84 (-1,24%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.492,50
    -348,50 (-2,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1843
    +0,0542 (+0,88%)
     

Pagamento por aproximação já representa 20% das transações Visa no Brasil

·2 min de leitura

O uso de pagamentos por aproximação tem crescido no Brasil, tanto com cartões quanto com celulares. O estudo “Mapa dos Pagamentos por Aproximação do Brasil”, da Visa Consulting & Analytics (VCA), indica que a modalidade de pagamento representou 20% do total de transações realizadas presencialmente com credenciais Visa em setembro de 2021 no país.

A opção esteve acima da média nacional em transações no Distrito Federal (37%) e nos Estados do Amapá (33%), de Santa Catarina (27%), de Roraima (25%), do Mato Grosso (24%), do Paraná (24%), do Rio Grande do Norte (23%), do Rio Grande do Sul (22%) e de São Paulo (22%). O tíquete médio foi de R$ 62, mas alguns estados, como Maranhão e Pará, assim como o Distrito Federal, se destacaram com média de consumo de R$ 72.

Adoção de pagamentos por aproximação vem crescendo (Imagem: Reprodução/Envato/leungchopan)
Adoção de pagamentos por aproximação vem crescendo (Imagem: Reprodução/Envato/leungchopan)

Uso no cotidiano

Entre os projetos pensados para popularizar a modalidade estão os que envolvem melhorias na mobilidade urbana e uso do pagamento por aproximação no transporte público, por exemplo. A Visa foi pioneira na implementação de uma solução para aceitação desse meio no MetrôRio e, depois, em outros modais.

Hoje, o sistema está nas cabines de pagamentos de pedágios no Rio de Janeiro, na Linha Amarela (administrada pela concessionária Lamsa), no Sistema Anchieta-Imigrantes (da Ecovias), e no Corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto (da Ecopistas), ambos operados pela Ecorodovias em São Paulo.

Entre julho e setembro de 2021, a Visa registrou crescimento de quase 60% no número de transações Visa nesses pedágios. “Conforme novos casos de uso de pagamentos por aproximação surgem, novos projetos nascem”, explica Oscar Pettezzoni, diretor-executivo da VCA.

Segundo ele, na análise de dados da Visa são combinados o conhecimento em consultoria de pagamentos, a inteligência em estratégias econômicas e a ampla variedade de dados da rede da companhia. “Isso permite identificar insights e recomendações práticas que contribuem para a tomada de decisões comerciais melhores.”

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos