Mercado fechará em 5 h 6 min
  • BOVESPA

    120.300,08
    +1.002,95 (+0,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.043,60
    +539,89 (+1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,76
    +2,58 (+4,29%)
     
  • OURO

    1.739,30
    -8,30 (-0,47%)
     
  • BTC-USD

    63.305,59
    +407,71 (+0,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.360,50
    -15,27 (-1,11%)
     
  • S&P500

    4.149,29
    +7,70 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.895,56
    +218,29 (+0,65%)
     
  • FTSE

    6.934,71
    +44,22 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,58 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    +82,29 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    13.925,50
    -50,25 (-0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7945
    -0,0367 (-0,54%)
     

Padre Fábio de Melo diz que era "escravo" de refrigerante: "Tomava mais de 2 litros por dia"

Amanda Caroline
·2 minuto de leitura
O sacerdote fez revelação em missa de Páscoa (Foto: Reprodução/Instagram @pefabiodemelo)
O sacerdote fez revelação em missa de Páscoa (Foto: Reprodução/Instagram @pefabiodemelo)

Resumo da notícia

  • Padre Fábio de Melo revelou em missa de Páscoa que já foi viciado em refrigerante

  • O religioso contou que tomava mais de 2 litros da bebida por dia

  • Ele afirmou que não consome a bebida há 20 anos

Padre Fábio de Melo revelou que já foi viciado em refrigerante e que não consome a bebida há 20 anos. O sacerdote trouxe o assunto à tona durante missa virtual de Páscoa celebrada no último domingo (4). 

Em sermão sobre perdão, o religioso falou sobre relacionamentos tóxicos e a importância de desculpar as pessoas que nos fizeram mal um dia. Fábio de Melo usou a própria relação com o refrigerante para refletir sobre reconciliação.

Leia também

"Não estou me referindo a relacionamentos tóxicos que você custou a romper. Até a essas pessoas você precisa dar o perdão, mas não você não vai reintegrá-las à sua vida para não correr o risco de voltar", começou.

"A Teca fritou um pastelzinho para a gente, um pastelzinho de queijo bom... Aí os meus colegas que estavam na mesa enfiaram a cara no refrigerante e falaram: 'Toma! Só hoje'", contou o padre. "Eu não! Eu sei o tanto que fui escravo dessa porcaria. Tem 20 anos que eu não ponho uma gota de refrigerante na minha boca porque era uma escravidão na minha vida", explicou.

O religioso também disse que tomava mais de 2 litros de refrigerante por dia. "Você acha que eu quero reencontrar o escravizador? Você acha que vou abrir um espaço para o meu cérebro ter o desejo do refrigerante como tinha há 20 anos quando eu tomava 2,5 litros por dia... Incontrolavelmente?", questionou.

"As pessoas são assim também. Eu perdoei o refrigerante, não levo mágoa dele. Eu falo assim: 'Tem muita gente que gosta de você, mas eu não gosto de você, não'. Nós precisamos fazer o mesmo com as pessoas. Perdoe", finalizou.

Veja mais: Padre Fábio de Melo diz que já guardou fezes no bolso após imprevisto