Mercado fechado

Pacientes enviam fotos de seus genitais para diagnóstico de DST no Reddit

Wagner Wakka

Pessoas estão expondo suas genitais em fóruns na busca de descobrirem se têm doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Embora essa não seja exatamente uma prática recente, uma pesquisa da Universidade da Califórnia aponta que ela tem aumentado, e muito, nos últimos anos. 

O grupo de pesquisadores analisou 232 fóruns de assuntos de saúde, entre eles, alguns do Reddit relacionados a DSTs. Com isso, eles levantaram 16.979 postagens de pedidos de ajuda por este caminho desde 2010. 

O ponto é que esse número vem aumentando. Entre novembro e dezembro de 2010, foram 8 pedidos em fóruns. Em todo o ano de 2017, o número subiu para 2.478 e pulou para 3.375 em 2018. Só nos dois primeiros meses deste ano, foram 908 casos registrados. 

Variação do número de posts por mês (FotoL Universidade da Califórnia)

O relatório aponta que 58% deles explicitamente pedem por um diagnóstico, sendo que, destes, ainda 31% mostram uma foto ou outra prova do problema para análise. A média de tempo de resposta é de 3,04 horas, sendo que 79% recebem um comentário em um dia. 

O trabalho traz alguns exemplos disso: “Minha namorada teve HPV de alto risco. Meu médico disse que homens não precisam se preocupar com isso e que todo mundo tem a doença. Mas, a internet diz que HPV pode levar a câncer em mulheres. Preciso falar sobre isso com futuras parceiras? Estou em pânico por poder passar isso para futuras namoradas”, pergunta uma pessoa.  

Outros são mais específicos. “Isso é pelo encravado ou verrugas genitais [HPV]? Eu fui a um médico há alguns dias e ele disse que são verrugas genitais. Eu estou chocada, pois sempre uso camisinha. Eu recentemente depilei, então, o médico pode estar errado e são pelos encravados? Aqui está uma foto. Eu gostaria de uma segunda opinião. Se forem verrugas, eu devo tentar vinagre de maçã primeiro?”. Para este pedido, houve 12 respostas com diagnóstico e segunda opinião. A primeira veio em 12 minutos. 

Doutora internet

Para os pesquisadores, isso mostra um interesse da população em procurar ajuda sem precisar encarar um médico. O anonimato dos fóruns ajuda a pessoa a expor parte do seu corpo sem ser identificada, o que não acontece em um consultório. Assim, o trabalho conclui que o mecanismo pode ser usado de forma positiva, pela medicina, desde que haja ferramentas adequadas.

“Profissionais de saúde poderiam criar parcerias com redes sociais para promover os benefícios de um diagnóstico coletivo, diminuindo riscos potenciais. Por exemplo, tendo profissionais treinados para responder posts com diagnósticos melhores e fazer referências a centros de excelência no assunto”, aponta a pesquisa. 

Exemplos de pedidos feitos pelos usuários (Foto: Universidade da Califórnia)

Por outro lado, o trabalho também levanta os riscos atuais da prática. “Embora o diagnóstico coletivo tenha seus benefícios pelo relativo anonimato, rápida resposta e várias opiniões, a precisão dos diagnósticos coletivos ainda é desconhecida, já que quem responde está trabalhando com informações limitadas sobre os pacientes, além de não terem treinamento médico confirmado”, critica o trabalho. 

O estudo completo está disponível no site da Universidade da Califórnia. 


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: