Mercado abrirá em 3 h 9 min
  • BOVESPA

    121.241,63
    +892,84 (+0,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.458,02
    +565,74 (+1,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,58
    +0,22 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.843,10
    +13,20 (+0,72%)
     
  • BTC-USD

    37.334,54
    +892,80 (+2,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    736,29
    +1,15 (+0,16%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.749,63
    +28,98 (+0,43%)
     
  • HANG SENG

    29.642,28
    +779,51 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    28.633,46
    +391,25 (+1,39%)
     
  • NASDAQ

    12.919,25
    +117,00 (+0,91%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4102
    +0,0149 (+0,23%)
     

Pacientes com suspeita de Covid-19 dividem espaço com idosos e crianças em hospital de São Paulo

·2 minuto de leitura
Pronto Socorro da Lapa - Foto: Divulgação
Pronto Socorro da Lapa - Foto: Divulgação

Em meio a um aumento de casos e mortes por Covid-19 em todo o país, um flagrante chamou atenção em um hospital de São Paulo. Idosos, crianças e pacientes com suspeita de estarem infectados relataram ao portal UOL terem esperado a tarde toda por atendimento em uma sala apertada no Pronto Socorro do Hospital Municipal da Lapa, na Zona Oeste de São Paulo.

Segundo o UOL, ao menos quarentena pessoas dividiram o local durante essa segunda-feira (23). Pacientes contaram ter esperado mais de cinco horas, sendo boa parte com suspeita de Covid-19. A Prefeitura não se manifestou sobre o ocorrido até o momento.

Leia também

O prefeito Bruno Covas (PSDB), que tenta a reeleição no próximo domingo (29), tem declarado que São Paulo não enfrenta uma segunda onda da pandemia e que a situação da capital é estável.

Jocesi de Oliveira conversou com o UOL relata ter chegado por volta das 16h e ter esperado por mais de quatro horas por um atendimento. Ele sentia fortes dores na coluna.

"É claro que eu tenho medo de pegar [coronavírus]. Um monte de pessoas infectadas aí dentro, todo mundo junto. Falam que tem médico, mas cadê os médicos? Ninguém vê", protestou. "As pessoas estão tossindo, com falta de ar, do lado das outras que estão sem sintomas. Mas não é culpa delas", ponderou o homem de 51 anos.

Outra paciente, Simone Siolin, relata ter levado a mãe de 67 anos com suspeita de Covid-19 ao local no sábado (21). Elas teriam ficado no Pronto Socorro das 13h às 21h, mas acabaram liberadas. Na segunda, a falta de ar aumentou e ambas aguardavam por 3h.

"É um descaso, né? Ela está com todos os sintomas, passando mal. Muita gente não está. Se não faz esse escândalo, ninguém atende", lamentou a mulher.

Ainda de acordo com o UOL, um homem chegou a protestar pela longa demora e pelo fato de pessoas com suspeita de Covid-19 estarem dividindo espaço com idosos.