Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.251,91
    +156,30 (+0,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

S&P mantém nota de crédito do Brasil em "BB-", com perspectiva estável

Congresso Nacional em Brasília

SÃO PAULO (Reuters) - A agência de classificação de risco S&P reafirmou nesta quarta-feira o rating soberano do Brasil de longo prazo em moeda estrangeira em "BB-", mantendo a perspectiva estável.

Segundo a agência, o consumo privado resiliente e termos de troca favoráveis devem levar a crescimento acima do esperado da economia brasileira em 2022.

A S&P disse ainda que perspectiva estável para a nota de crédito soberano considera elevado déficit fiscal do Brasil e composição de dívida e posição externa favoráveis.

A agência avaliou que contínua pressão política elevará gastos sociais e que o custo da dívida contribuirá para déficits fiscais do Brasil entre 2022 e 2025.

A S&P mantém o Brasil no chamado "grau especulativo" --classificação associada a países de maior risco de dívida. A Fitch também atribui nota "BB-" ao Brasil, enquanto a Moody's confere o rating "Ba2" --ambos em grau especulativo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos