Mercado abrirá em 9 h 22 min
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.605,56
    +8,27 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,09
    +0,60 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.780,70
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    50.843,04
    +2.019,02 (+4,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.312,55
    +52,39 (+4,16%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.232,28
    +109,96 (+1,54%)
     
  • HANG SENG

    23.587,92
    +238,54 (+1,02%)
     
  • NIKKEI

    28.245,40
    +318,03 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    15.865,25
    +22,50 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4278
    +0,0042 (+0,07%)
     

S&P 500 rompe o topo, mas respeita Fibonacci!

·2 min de leitura

O S&P 500 vem subindo com força desde abril de 2020, após a forte queda ocorrida devido à pandemia do coronavírus. Em novembro do ano passado, o ativo superou a região de preços em que estava antes da pandemia. Desde então o índice vinha trabalhando dentro de um canal de alta.

No dia 14 de setembro, o S&P 500 fez um movimento de baixa, perdendo o suporte oferecido pela linha inferior do canal. No dia seguinte, o ativo subiu, conseguindo novamente fechar dentro do canal. Entretanto, este movimento foi apenas um pullback, para que na sequência o índice americano voltasse a cair.

Conforme mostrado, o S&P 500 fez um forte movimento de baixa depois que realizou o pullback e o canal foi realmente perdido. O ativo caiu com tanta força que em apenas dois dias alcançou o segundo alvo da projeção de Fibonacci.

No dia 22 de setembro, o S&P 500 voltou a subir, mas sentiu a resistência imposta pelo fundo perdido e pela média móvel de 20 períodos. É importante notar que no momento em que o índice toca na média, esta já está apontando para baixo e por isso se comporta como uma resistência.

Após tocar a média de 20, o índice americano volta a cair com força e alcança novamente o segundo alvo. Na sequência, o ativo testa por 4 vezes o terceiro alvo de Fibonacci, sem conseguir romper o mesmo. Em seguida o S&P 500 volta a subir e aciona um pivô de alta sobre a média de 20.

Respeita na queda e respeita na alta.

Após acionar o pivô de alta, o S&P 500 veio subindo com força até a região do topo histórico. Chegando nesta região de preços o ativo parou a alta por um dia, mas na sequência rompeu o topo e foi até o terceiro alvo de Fibonacci.

É interessante notar que ontem o S&P 500 fez um movimento de alta no início do dia, mas assim que tocou no terceiro alvo começou a recuar. Hoje, novamente o índice americano vem trabalhando em leve baixa, mostrando respeito pela resistência.

O terceiro alvo vai segurar a alta?

Sem dúvida os cenários são diferentes, pois o ativo continua em forte tendência de alta. Deste modo, o mais provável é que em alguns dias o S&P 500 volte a subir e rompa esta resistência gerada pelo terceiro alvo de Fibonacci.

Mas, de qualquer forma, é interessante notar como o ativo mostrou respeito pelas projeções, tanto no movimento de baixa, quanto no de alta.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos