Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,36
    -0,10 (-0,16%)
     
  • OURO

    1.760,80
    -6,00 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    62.927,65
    +38,02 (+0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.395,92
    +14,97 (+1,08%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.983,50
    +43,92 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    28.771,33
    -21,81 (-0,08%)
     
  • NIKKEI

    29.682,66
    +39,97 (+0,13%)
     
  • NASDAQ

    13.966,00
    -48,00 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7084
    -0,0127 (-0,19%)
     

S&P 500 encerra em queda com investidores de olho na reunião do Fed

Noel Randewich
·2 minuto de leitura
Homem transita em Wall Street. 13/03/2020. REUTERS/Lucas Jackson.

Por Noel Randewich

(Reuters) - O índice S&P 500 terminou em queda nesta terça-feira, com os investidores aguardando o resultado da reunião de política monetária de dois dias do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos.

O mercado acionário norte-americano ficou sem direção clara durante grande parte do dia depois que os índices S&P 500 e Dow Jones fecharam em máximas recordes na sessão anterior, com o otimismo em torno de um pacote de estímulo fiscal de 1,9 trilhão de dólares e as medidas de vacinação em andamento reforçando visões de que a economia está a caminho da recuperação.

Ao mesmo tempo, os temores em torno de um superaquecimento da economia e uma elevação nas taxas de juros aumentaram a atenção acerca de uma reunião de dois dias do Fed, na qual autoridades devem aumentar as projeções econômicas e reiterar a promessa de permanecer acomodatícia no curto prazo.

O índice Nasdaq terminou em alta. As ações da Apple Inc subiram 1,3% depois que o Evercore ISI elevou seu preço-alvo para as ações da fabricante do iPhone ao nível mais alto entre os analistas que cobrem a empresa, de acordo com dados da Refinitiv.

O índice do medo de Wall Street atingiu a mínima em cinco semanas, a 19,68 pontos. Uma elevação, no meio da tarde, nos yields dos Treasuries de dez anos, que chegaram a 1,62%, diminuiu o entusiasmo por ações de alto crescimento.

"Esta reunião do Fed é uma das mais importantes para o mercado em muito tempo. É a primeira que estamos tendo depois do recente aumento da taxa de inflação e das preocupações com a inflação", disse Tom Martin, gerente sênior de portfólio da Globalt Investments em Atlanta.

Os dados mostraram que as vendas no varejo caíram mais do que o esperado em fevereiro devido ao frio intenso em todo o país. Outro relatório indicou que as tempestades de inverno no Texas levaram a uma queda na produção manufatureira norte-americana no mês passado.

O índice Dow Jones recuou 0,39%, encerrando aos 32.825,95 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,16% para 3.962,71 pontos. O Nasdaq subiu 0,09%, para 13.471,57 pontos.

Depois de recuar 11% desde sua máxima recorde, em 12 de fevereiro, até o início de março, o Nasdaq se recuperou em grande parte e agora está cerca de 4% abaixo do seu maior nível de fechamento.