Mercado abrirá em 3 h 5 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,78
    +0,51 (+0,77%)
     
  • OURO

    1.868,50
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    44.997,75
    -379,08 (-0,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.246,59
    +48,67 (+4,06%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.059,53
    +26,68 (+0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.404,75
    +101,25 (+0,76%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4277
    +0,0178 (+0,28%)
     

S&P 500 e Dow Jones sobem pelo terceiro dia e fecham em máximas recordes

Chuck Mikolajczak
·2 minuto de leitura
Criança pula de um banco em frente ao prédio da Bolsa de Nova York, NY, EUA

Por Chuck Mikolajczak

(Reuters) - Os índices S&P 500 e Dow Jones subiram nesta sexta-feira, encerrando a sessão em máximas recordes e registrando o terceiro avanço semanal consecutivo, em parte por um impulso de ações de crescimento, com um rali na reta final dos negócios ampliando os ganhos antes do início da safra de balanços trimestrais na próxima semana.

Ações de empresas de crescimento encontraram seu lugar nas últimas duas semanas, após terem sido superadas por ações de valor na maior parte do ano. Uma retração nos yields do Treasury de dez anos de uma máxima de 14 meses alcançada ao fim de março incentivou a compra de papéis de crescimento.

Dados mostraram que os preços ao produtor dos Estados Unidos aumentaram mais do que o esperado em março e tiveram o mais forte ganho anual em nove anos e meio.

Agora, muitos investidores esperam uma inflação mais elevada à medida que a distribuição de vacinas ajuda a economia norte-americana a se recuperar dos lockdowns. Mas o mercado de ações tem mostrado pouca preocupação, já que o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) tem afirmado que permitirá que a inflação ultrapasse sua meta estabelecida sem mexer nos juros.

"É por isso que durante toda a semana (Powell) fez intervenção verbal. Ele fez com que todos entendessem que o Fed está esperando um salto (na inflação) e que está pronto para isso, não foi uma surpresa", disse Ken Polcari, sócio-gerente da Kace Capital Advisors em Jupiter, Flórida.

"É por isso que o mercado não está recuando, já que ele (Powell) conseguiu intervir na ansiedade e impediu que as pessoas ficassem realmente em pânico com isso."

O índice Dow Jones subiu 0,89%, a 33.801 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,771996%, a 4.129 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,51%, a 13.900 pontos.

Na semana, o S&P acumulou alta de 2,71%, o Dow avançou 1,96% e o Nasdaq subiu 3,12%.