Mercado fechado

OVNIs são avistados no norte do Chile por ao menos 6 pilotos de voos comerciais

Ares Saturno

Pelo menos seis aviões comerciais — cinco deles da Latam Chile e um da Copa Airlines — comunicaram ao Comitê de Estudos de Fenômenos Aéreos Anômalos (CEFAA) o avistamento de objetos voadores não identificados no norte do Chile. O fenômeno ocorreu na madrugada de 7 de maio, a cerca de 1.350 quilômetros ao norte de Santiago, próximo à cidade de Antofagasta. Entretanto, só agora foi disponibilizado um vídeo no YouTube que mostra o diálogo dos pilotos das aeronaves com o controlador de voo.

No vídeo, é possível escutar o piloto do voo Copa 174 informar que na altura do posto de controle aéreo Livor, a 380 quilômetros do litoral de Antofagasta, era possível visualizar três luzes. "Não sabemos o que é", diz ele, pouco antes de informar que uma das luzes desapareceu.

Em seguida, o piloto do voo Latam 639 entra em contato com a torre de controle e declara que também está vendo as luzes "aparentemente, sobre o mar". O piloto do Latam 2473 responde que também está vendo as luzes e então o voo Latam 79 também informa que uma luz no nível do mar pode ser vista intensificando seu brilho e então desaparecendo.

Nesse momento, o primeiro piloto informa que consegue ver três luzes à esquerda da aeronave: "As luzes estão se movimentando e aumentam de intensidade e diminuem, também. Vamos virar à direita porque parece que estão se aproximando", diz o piloto do voo Copa 174.

O voo Latam 501 também confirma que avistou os OVNIs e o Copa 174 volta a falar: "Que fenômeno estranho! Agora, temos três luzes em forma de triângulo". Após isso, o piloto do voo Latam 577 situou as luzes a 60 milhas, ou 96 quilômetros, de Livor.

O Chile é um dos países que mais documenta objetos voadores não identificados em seu território aéreo, ao lado de Estados Unidos, Peru, Rússia e Brasil. Nos últimos 65 anos, mais de 600 relatos foram registrados.

Os diálogos entre os pilotos e controladores de voo podem ser ouvidos no vídeo abaixo, após o 4º minuto, com legendas e áudio em espanhol:


Fonte: Canaltech