Mercado fechará em 13 mins
  • BOVESPA

    110.088,76
    -1.835,17 (-1,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.017,86
    -216,51 (-0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,76
    -2,22 (-2,78%)
     
  • OURO

    1.780,60
    -29,00 (-1,60%)
     
  • BTC-USD

    17.090,06
    -22,60 (-0,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    403,86
    -7,36 (-1,79%)
     
  • S&P500

    4.005,99
    -65,71 (-1,61%)
     
  • DOW JONES

    33.996,99
    -432,89 (-1,26%)
     
  • FTSE

    7.567,54
    +11,31 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    19.518,29
    +842,94 (+4,51%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.835,25
    -175,00 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5326
    +0,0386 (+0,70%)
     

OVNIs no Brasil? Pilotos observam luzes misteriosas em Porto Alegre

Enquanto seguiam rumo ao Rio Grande do Sul, os pilotos de diferentes aeronaves identificaram luzes curiosas brilhando no céu noturno. Observados durante a noite de sexta-feira (4) e de sábado (5), os fenômenos foram abordados em conversas com as controladoras de tráfego e não afetaram as operações dos voos. Os relatos foram apresentados por quatro voos, no total.

O voo 3406, operado pela Latam, decolou do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) com destino a Porto Alegre (RS). Durante a noite de sábado, o piloto que conduzia a aeronave perguntou à controladora se haveria algum relato de objetos em determinada posição, no céu da capital gaúcha.

Ela afirmou que não, mas o piloto descreveu luzes que se apagavam e se acendiam; às vezes eram apenas uma, mas em outros momentos, ele viu duas e até três delas. A controladora afirmou que iria registrar a situação. “Informamos pro centro anteriormente, antes da descida, e eles nos retornaram que já teve reportes de encontros no mesmo local”, acrescentou o piloto.

Depois, ele relatou que avistou as luzes novamente ao sul de Porto Alegre, e que tinham cor azulada. O piloto do voo 4657, operado pela Azul Linhas Aéreas, também trouxe relatos semelhantes. Este decolou do Aeroporto Internacional de Confins, em Belo Horizonte (MG), rumo ao Rio Grande do Sul.

Segundo o diálogo entre o piloto e a controladora, ele havia observado as luzes desde a região do aeroporto de Minas Gerais. “A gente estava no nível 380 [11.582 metros] e elas estavam bem mais altas que a gente e na nossa proa, durante o voo todo”, descreveu o piloto, estimando a altitude das luzes.

Uma das luzes aparece na parte superior da imagem, próxima do centro (Imagem: Reprodução/Canal Câmera Pôr do Sol Guaíba0
Uma das luzes aparece na parte superior da imagem, próxima do centro (Imagem: Reprodução/Canal Câmera Pôr do Sol Guaíba0

De acordo com os pilotos, não ocorreu nenhuma anomalia capaz de afetar os voos, e a controladora do tráfego afirmou que as luzes não causariam problemas para a aproximação das aeronaves. “O pessoal da torre informou que também avistou, mas que elas estão paradas e não interferem na aproximação”, relatou.

Carlos Jung, responsável pelo Observatório Espacial Heller & Jung e diretor da região sul da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon), registrou os fenômenos na noite de sexta, mas não na de sábado. “Atribo à reflexão difusa de luz entre nuvens em direção a Porto Alegre, que pode ser gerada por holofote ou até algum objeto, não é incomum”, disse, em entrevista ao portal G1.

O que dizem as companhias aéreas

Em resposta ao contato do Canaltech, a Latam informou que "seus tripulantes são treinados e orientados a reportarem qualquer eventualidade de forma imediata ao controle de tráfego aéreo para as devidas orientações". A companhia reforçou também que segue os mais elevados padrões de segurança, atendendo aos regulamentos das autoridades nacionais e internacionais.

Já a Azul Linhas Aéreas informou que seus tripulantes seguem os mais rigorosos protocolos de segurança. "Qualquer eventualidade é comunicada imediatamente ao controle de tráfego aéreo e segue para investigação das autoridades competentes", declararam.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: