Ouro sobe no dia e na semana por dados nos EUA e dólar

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em alta nesta sexta-feira e registraram ganho no acumulado da semana, impulsionados pelo relatório misto do governo dos Estados Unidos sobre o mercado de trabalho (payroll) e a queda do dólar.

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para abril, ganhou US$ 8,60 (0,5%) e encerrou a US$ 1.670,60 a onça-troy. Na semana, a alta ficou em 0,9%.

O relatório mensal sobre o mercado de trabalho norte-americano, em um primeiro momento, pareceu ruim. A economia dos EUA criou 157 mil empregos em janeiro, abaixo dos 166 mil previstos. Apesar do número abaixo do esperado, revisões feitas em dados anteriores deram sinais mais positivos. Em todo o ano de 2012, os EUA criaram em média 181 mil vagas por mês, acima das 153 mil calculadas anteriormente.

"O ouro subiu logo após a divulgação dos dados sobre o mercado de trabalho, mas os detalhes do relatório e outros indicadores fizeram os ganhos recuarem rapidamente", disse Brien Lundin, editor do Gold Newsletter. "O ouro tem sido refém de dados econômicos no momento. Notícias ruins para a economia são boas para o ouro, já que o crescimento lento justifica as medidas de relaxamento monetário do Federal Reserve", acrescentou.

Segundo os analistas da Sharps Pixley, os dados sobre a demanda física por ouro estão mistos. Os volumes de compras na China estão subindo antes do feriado do Ano Novo Lunar, mas isso é insuficiente para compensar a queda na demanda da Índia, que é a maior consumidora de ouro do mundo e que na semana passada impôs uma nova tarifa sobre o metal. As informações são da Dow Jones.

Carregando...