Ouro sobe 0,5% após BCE cortar projeções de expansão

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), tiveram uma recuperação e fecharam em alta nesta quinta-feira, após baterem o menor nível em um mês nos dois últimos dias, sustentados pela decisão do Banco Central Europeu (BCE) de reduzir suas projeções econômicas.

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para fevereiro, avançou US$ 8,00 (ou 0,5%), fechando a US$ 1.701,80 a onça-troy, após atingir a máxima de US$ 1.704,80. Antes disso, a perda acumulada nas duas sessões anteriores chegou a cerca de 1,6%.

Jeffrey Wright, diretor-gerente da Global Hunter Securities, atribuiu a recuperação do euro à busca de investidores por barganhas e à redução das previsões de crescimento econômico do BCE.

Mais cedo, o BCE cortou suas projeções de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro para 2012 e 2013, derrubando o euro e dando suporte ao dólar. Além disso, o presidente do BCE, Mario Draghi, sinalizou durante conferência de imprensa que a instituição considerou a possibilidade de reduzir sua taxa básica de juros, mas acabou decidindo mantê-la em 0,75%, como foi anunciado pela manhã.

A revisão do BCE impulsionou o dólar, o que normalmente tem um efeito de baixa para o ouro, comentou Brien Lundin, editor da Gold Newsletter. Mas "o sentimento é que o crescimento mais lento vai gerar mais relaxamento quantitativo (impressão de dinheiro) pela Europa, o que é fundamental para impulsionar os preços do ouro", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Carregando...