Ouro fecha em baixa com expectativa por decisão do Fed

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em baixa nesta terça-feira, após quatro sessões consecutivas de alta, com os investidores aguardando a divulgação dos resultados da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos).

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para fevereiro, perdeu US$ 4,80 (0,28%) e terminou a US$ 1.709,60 a onça-troy. O volume de negociação do ouro sofreu redução com a aproximação do fim do ano, o que pode afetar os preços, com as negociações individuais tendo maior impacto no mercado.

O foco dos investidores está no comunicado da decisão de política monetária do Fed na quarta-feira. As políticas acomodatícias do banco central dos EUA têm servido de impulso aos preços do ouro nos últimos anos, por provocar a procura do metal em meio aos temores de que a política monetária possa causar alta nos preços. Alguns participantes do mercado, porém, afirmam que essa influência diminuiu porque a inflação continuou estável.

Os investidores também acompanham as negociações para evitar o abismo fiscal nos EUA - uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos automáticos que entrarão em vigor no começo do ano que vem, caso não haja acordo no Congresso.

O presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, o republicano John Boehner, disse mais cedo que está "esperançoso e otimista" de que um acordo possa ser alcançado para evitar o abismo fiscal.

Analistas do Bank of America Merrill Lynch afirmam que, se os EUA alcançarem um acordo fiscal, haverá uma tremenda expansão da política monetária, o que fará com que os preços do ouro alcancem um novo recorde de US$ 2.000 a onça-troy em 2013. As informações são da Dow Jones.

Carregando...