Ouro fecha em alta de 0,95% por demanda chinesa

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em alta nesta terça-feira com sinais de que os investidores chineses estão estocando o metal precioso antes do Ano Novo Lunar.

O contrato mais negociado, com entrega para fevereiro, avançou US$ 15,90 (0,95%), fechando a US$ 1.662,20 a onça-troy e recuperando parte das perdas das últimas três sessões.

O volume de ouro físico negociado na Shanghai Gold Exchange atingiu uma alta recorde esta semana, segundo os traders. Mais de 19.500 quilos de ouro foram negociados na véspera, mais de três vezes a média das 30 sessões anteriores.

"Isso evidencia que os compradores chineses têm aproveitado os preços mais baixos para adquirir ouro antes do Ano Novo", afirmaram analistas do Commerzbank. Além disso, segundo o banco, as importações de ouro para o interior da China vindas de Hong Kong atingiram o maior nível em sete meses.

Os compradores chineses costumam estocar ouro antes do Ano Novo Lunar, que será em 10 de fevereiro. Analistas do Deutsche Bank preveem que a forte demanda possa empurrar o preço do metal precioso para acima da barreira de US$ 2.000,00 a onça-troy até o fim do ano, o que seria um nível recorde.

O analista Bart Melek, da TD Securities, afirmou, no entanto, que o ouro pode continuar sob pressão nas próximas semanas com a preocupação de que o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) encerre suas políticas de estímulo à economia norte-americana. As informações são da Dow Jones.

Carregando...